Android Geek
O maior site de Android em Português

E depois da pandemia? O teletrabalho vai continuar?

E é bem verdade: as empresas que não sucumbiram durante o período de isolamento social, vão apresentar-se mais possantes do que nunca, mas diferentes!

Nietzsche dizia que o que não nos mata, torna-nos mais fortes. E é bem verdade: as empresas que não sucumbiram durante o período de isolamento social, vão apresentar-se mais possantes do que nunca, mas diferentes! Estudos sobre o estado da economia indicam que depois da pandemia os negócios vão alterar os seus comportamentos e que o teletrabalho é bem capaz de continuar.

É prematuro falar do comportamento das empresas depois da pandemia, mas não há dúvida de que nada será como era! Bom, é claro que as empresas vão querer continuar a vender. E os clientes vão querer continuar a comprar e de preferência com desconto (há coisas que não mudam), mas algumas alterações motivadas pelo isolamento social que levou muitas empresas a fechar portas e outras a recorrer ao trabalho remoto, vão se fazer notar.

E depois da pandemia? O teletrabalho vai continuar? 1

O que vai mudar depois da pandemia?

Não temos uma resposta precisa para a sua pergunta, mas não será surpresa para ninguém que o e-commerce saia fortalecido deste grave problema de saúde pública. Por isso, conte com mais vendas online e um decréscimo da afluência a grandes superfícies comerciais. Mas não é tudo! Depois do estado emergência nenhuma empresa terá tempo para se queixar. A hora é para recomeçar e tentar salvar os resultados comerciais do ano de 2020! O “quando” e o “porquê” ficarão para outro artigo, mas algumas dicas sobre o “como”, podemos dar-lhe agora! Em primeiro lugar, uma coisa é certa: as empresas vão ter de reorientar os seus negócios porque o surto da Covid-19 trouxe alterações profundas (também) no campo empresarial. Nesse sentido, vão ter de redefinir objetivos, alterar estratégias e até recursos humanos e restabelecer a reputação da marca que nas últimas semanas é bem capaz de ter sido afetada. Em segundo lugar, terão de continuar a inovar e reinventar com produtos e serviços diferenciadores que tragam valor acrescentado e, de preferência, também um propósito social. Em terceiro lugar, e como era de prever, terão de continuar a apostar no comércio eletrónico e a investir mais em estratégias de marketing digital. Porém, o mais complicado talvez seja venderem para clientes habituais que, entretanto, mudaram os seus comportamentos e hábitos de consumo. Isso implica novos e diferentes estudos sobre o mercado, sem falar em novas e diferentes preocupações com a proteção física contra o novo coronavírus (proteção de colaboradores, clientes, fornecedores…). Portanto, é hora de se perceber quais os novos desejos e necessidades dos consumidores, para se lhes ajustarem produtos e serviços, seja com ações de comunicação e ativação nos pontos de venda, seja com estratégias de marketing digital na Internet.

 

E depois da pandemia? O teletrabalho vai continuar?

Tudo indica que sim. O teletrabalho vai continuar após a pandemia e isso porque novos modelos de negócio já estarão capacitados para incluir práticas de trabalho remoto. É que depois do que as empresas viveram nestas últimas semanas, investindo tempo, dinheiro e recursos humanos em teletrabalho, estão agora aptas a manter – dentro de alguns moldes – o cenário que antes, sem uma cultura de teletrabalho, seria impraticável. Na verdade, este “antes” refere-se a dois meses atrás, mas neste contexto de crise, é como se fosse noutra vida! As empresas já estão a sentir a recessão, a sofrer para alavancar as vendas e a dar o tudo por tudo para se erguerem mais fortes e com mais instrumentos para dirigir a sua atividade. Incluindo a atividade a partir de casa!

E depois da pandemia? O teletrabalho vai continuar? 2

E na sequência do teletrabalho, é natural que outros hábitos empresariais sofram alterações, a começar pela flexibilização de horários e a terminar em novas rotinas de liderança e trabalho de equipa. Mas o período pós-pandemia muito digital, a isso obriga. E daí não virá mal algum para as finanças das empresas. Pelo contrário! O teletrabalho pode mesmo ser a melhor prática para operar de forma mais eficiente, reduzir custos e aumentar a faturação. Ainda assim, e se ainda está a trabalhar remotamente, há que seguir algumas dicas para não se dispersar e deitar tudo a perder com o teletrabalho…

 

Como não perder o foco em teletrabalho?

É simples! Basta seguir estas dicas para não se distrair nem perder a motivação e a produtividade antes, durante ou depois da pandemia:

 

  • Evite trabalhar de pijama. Alguns estudos indicam que trabalhar de pijama condiciona o cérebro e diminui o ritmo de produtividade porque o excesso de conforto deixa as pessoas mais lentas.
  • Defina o seu horário de teletrabalho e cumpra-o rigorosamente. Encontre força de vontade suficiente para evitar distrações em casa que possam interromper o ritmo de trabalho e comprometer as suas responsabilidades.
  • Escolha um local para teletrabalho tranquilo, confortável e bem iluminado.
  • Faça intervalos regulares de 5 a 10 minutos para descansar, descontrair e repor energias.
  • Durante o tempo livre, procure fazer atividades que lhe deem prazer, para se motivar.

 

Há acessórios para aumentar a produtividade em teletrabalho?

Ainda bem que pergunta! É que, de facto, existem vários acessórios, coisinhas de nada, que podem aumentar a sua motivação e produtividade em teletrabalho! Quer um exemplo? Um phone bluetooth com microfone é uma forma prática de continuar a comunicar com os seus colegas à distância. E se o quiser fazer em grande estilo, podemos sugerir o auscultador bluetooth vintage com tecido e fita flexível, bateria recarregável, plug jack e cabo micro USB para recarregamento.

Mais exemplos de acessórios de teletrabalho? Que tal um 3 em 1? Um carregador wireless com lâmpada e coluna bluetooth para colocar na sua mesa de trabalho? Ou um rato wireless para acabar de uma vez por todas com os fios à volta do portátil? E não nos despedimos sem sugerir também uma coluna com microfone em ABS, com transmissão por bluetooth, leitor de cartões TF e autonomia até 2 horas! Ideal para impressionar os seus colegas com chamadas e videoconferências de grande qualidade.

Estas sugestões de acessórios para aumentar a produtividade em teletrabalho, são uma cortesia SIGNA. Fazem parte da nossa seleção de brindes para teletrabalho que criamos especificamente para estes profissionais e onde pode imprimir o logotipo da sua empresa para que ninguém se esqueça da sua marca.

Nem durante nem depois da pandemia!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais