Android Geek
O maior site de Android em Português

Começa a audiência de extradição da CFO da Huawei, advogados dizem que este julgamento é uma farsa

O advogado de Meng, Richard Peck, argumentou que o caso falha no teste de ‘dupla criminalidade’ exigido para extradição para os EUA porque o Canadá suspendeu as sanções contra o Irão há anos atrás, segundo a Reuters. Peck afirmou que “Este caso, baseia-se numa alegação de violação das sanções dos EUA, sanções que o Canadá expressamente não aplicou”.

A acusação feita contra a diretora financeira (CFO) da Huawei foi criticada pelos advogados de defesa, que dizem que o julgamento é baseado em 'ficção'.

O advogado de Meng, Richard Peck, argumentou que o caso falha no teste de 'dupla criminalidade' exigido para extradição para os EUA porque o Canadá suspendeu as sanções contra o Irão há anos atrás, segundo a Reuters.

Peck afirmou que “Este caso, baseia-se numa alegação de violação das sanções dos EUA, sanções que o Canadá expressamente não aplicou”.

Meng Wanzhou, filha do fundador e CEO da Huawei, Ren Zhengfei, foi presa no aeroporto de Vancouver a 1 de dezembro de 2018, sob um pedido dos EUA e está a lutar contra a extradição por alegações de fraude bancária e violação de sanções ao Irão, acusações das quais sempre se declarou inocente e afirma que a detenção tem motivações políticas.

Recentemente, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China chamou o caso de extradição de Meng de "grave incidente político" e apelou a Ottawa para libertar a executiva da Huawei para normalizar as relações.

Em relação a este julgamento, a Huawei aponta que confiano sistema judicial do Canadá e acredita que Meng se provará inocente.

"Confiamos no sistema judicial do Canadá, que provará a inocência de Meng. A Huawei está com a Sra. Meng na sua procura pela justiça e liberdade ”Huawei Canadá.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais