Android Geek
O maior site de Android em Português

Apple paga a factura em França por limitar iPhones por meio de actualizações OTA

Há alguns anos, a Apple admitiu que de facto, estava a limitar o desempenho dos iPhones mais antigos, mas as razões apresentadas eram razoavelmente aceitáveis. A Apple concordou em pagar ao governo francês 25 milhões de euros em multas ao Ministério Público de Paris após a investigação da denúncia de que os utilizadores do iPhone não foram informados de que as actualizações 10.

Já foi há algum tempo que se descobriu que a Apple (verdade) limitou intencionalmente os seus telefones na altura em que um novo telefone foi lançado. Há alguns anos, a Apple admitiu que de facto, estava a limitar o desempenho dos iPhones mais antigos, mas as razões apresentadas eram razoavelmente aceitáveis.

Apple paga a factura em França por limitar iPhones por meio de actualizações OTA 1

A Apple concordou em pagar ao governo francês 25 milhões de euros em multas ao Ministério Público de Paris após a investigação da denúncia de que os utilizadores do iPhone não foram informados de que as actualizações 10.2.1 e 11.2 do iOS causariam lentidão nos dispositivos mais antigos. Por falta de informação aos seus clientes, esta decisão constituiu uma "prática comercial enganosa por omissão".

Os clientes com telefones lentos foram forçados a comprar um novo iPhone ou substituir a bateria para restaurar a funcionalidade normal, e o downgrade do software não era uma opção.

Depois de uma tendência de queda nos benchmarks do iPhone com o tempo, a Apple admitiu que estava a reduzir o desempenho de iPhones mais antigos para compensar a degradação das baterias ao longo do tempo. A desaceleração dos iPhones impediria que os dispositivos com baterias afetadas fossem reiniciados inadvertidamente por causa de uma bateria fraca / degradada.

A Apple não disse aos seus clientes o que estava a fazer e foi escrutinada por vários órgãos de proteção ao consumidor de diferentes mercados nos quais a Apple opera. Isso levou a Apple a reduzir o preço da substituição de bateria nos EUA de US $ 79 para US $ 29 para alguns iPhones mais antigos, onde se incluem o iPhone 6 e iPhone 6S.

Hoje, a Apple ainda insiste nesta prática, mas deixa explícito aos utilizadores o que vai acontecer e fornece uma opção nas configurações para desativar completamente o recurso.

Fonte (Francês)

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais