Android Geek
O maior site de Android em Português

Aí está a nova interface do Android

 

 

A Google apresentou ontem, durante o Google I/O, algumas novidades que estarão disponíveis na próxima versão do Android. Chamado apenas de “L”, o novo Android traz uma interface totalmente renovada, baseada numa iniciativa chamada Material Design, que será adoptada também no Chrome OS e na web. Além das mudanças visuais, há melhorias nas notificações e no desempenho.

Notificações

 

As notificações são exibidas directamente no ecrã de bloqueio num estilo parecido com os cards do Google Now. Podes interagir com as notificações ali mesmo, e rolar o ecrã para visualizar o resto. De acordo com a Google, o sistema de notificações agora analisa o comportamento do utilizador para exibir apenas os alertas realmente interessantes.

E há um novo tipo de notificação: se estivers a jogar e receberes um convite para participar numa chamada em vídeo, por exemplo, a notificação aparecerá no topo do ecrã e poderá ser eliminada facilmente com um gesto, para que ela não atrapalhe o que estas a fazer. Funciona de maneira parecida com a notificação em “banner” do iOS.

 

 

Desempenho

Por padrão, as versões actuais do Android usam a máquina virtual Dalvik para executar aplicações. No Android L, esses aplicações irão correr exclusivamente no Android Runtime (ART). Na prática, isso significa que o desempenho irá melhorar bastante: a Google afirma que, mesmo sem modificações no código, a performance pode até dobrar. A gestão de RAM também ficou mais eficiente.

 

 

O ART foi desenvolvido do zero para funcionar em dispositivos com arquitetura ARM, x86 ou MIPS. Além disso, ele suporta instruções de 64 bits, abrindo caminho para chips como o Snapdragon 810, o poderoso da Qualcomm que estará disponível nos smartphones e tablets topo de gama lançados a partir de 2015.

Há ainda optimizações para jogos. A ideia da Google é acabar com a diferença existente entre os gráficos de PCs e os gráficos de dispositivos móveis. Embora haja uma grande diferença entre uma placa de vídeo enorme e uma GPU minúscula dentro de um smartphone, o Google lembra que essa desvantagem está a diminuir cada vez mais.

 

Bateria

Depois do Project Butter, que melhorou o desempenho do Android a partir do Jelly Bean, a Google começou a trabalhar no Project Volta. Agora, a intenção é melhorar a duração da bateria dos dispositivos. Para os programadores, a Google vai disponibilizar ferramentas para que eles descubram quais os recursos das suas aplicações que gastam mais energia e possam optimizá-los mais facilmente.

 

 

Para os utilizadores, existirá um modo de economia de energia. Quando activado, a taxa de actualização do ecrã, a frequência do processador e o acesso a dados passa a ser menor. O Battery Saver pode ser activado automaticamente quando a bateria atingir um nível determinado pelo utilizador. Diz a Google que, no Nexus 5, esse recurso é capaz de aumentar a autonomia em até 90 minutos no dia. Não há milagres, mas qualquer minuto adicional é válido.

 

Interface

O Android ganhará a maior mudança na interface desde o Ice Cream Sandwich. Falaremos mais detalhadamente em breve sobre o Material Design. Enquanto isso, fica com algumas imagens do que o Google já mostrou:

 

Quando chega?

O Google ainda não disse quando é que a versão final do Android L começará a chegar ao público. A partir de amanhã, os proprietários do Nexus 5 e Nexus 7 poderão instalar uma versão de desenvolvimento. O Android L ainda é apenas um “rascunho”, logo, podemos esperar por mais novidades nos próximos meses.

 

 

 

 

 

Fonte: Tecnoblog

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link