A versão russa do TikTok está a ser desenvolvida pela filha de Vladimir Putin, Katerina Tikhonova

Os EUA tentaram banir mesmo a aplicação de solo americano e agora a Rússia está aparentemente a trabalhar na sua própria versão de TikTok. O principal grupo do país, apoiado pela gigante de energia do estado Gazprom, está a planear lançar uma aplicação de partilha de vídeos curtos semelhante à popular plataforma de vídeo curto TikTok.

Parece que há uma inveja global do sucesso do TikTok. Os EUA tentaram banir mesmo a aplicação de solo americano e agora a Rússia está aparentemente a trabalhar na sua própria versão de TikTok. O principal grupo do país, apoiado pela gigante de energia do estado Gazprom, está a planear lançar uma aplicação de partilha de vídeos curtos semelhante à popular plataforma de vídeo curto TikTok.

TikTok

O CEO da Gazprom-Media, Alexander Zharov, confirmou a notícia e afirmou que a holding tinha adquirido um serviço denominado “Ya Molodets” (“Estou ótimo”). De acordo com Zharov, a aplicação foi desenvolvida com o apoio da Fundação Innopraktika, que é uma organização dirigida por uma filhas de Vladimir Putin, Katerina Tikhonova. A empresa “usará o software do projeto para acelerar a criação de um novo serviço de vídeo para bloggers russos”.

Conforme uma informação da  NDTV, o CEO aponta que a aplicação será lançada dentro de dois anos e suportará vídeos curtos, semelhantes ao TikTok da ByteDance. Para quem não sabe, a Gazprom-Media é uma das maiores organizações de imprensa da Rússia e possui vários dos principais canais de televisão e também uma série de estações de rádio. A notícia da próxima alternativa TikTok também mostra que o governo está a apertar as rédeas á volta da internet e plataformas como o YouTube, que oferecem fontes independentes de notícias.

Relacionado:  ‎Huawei ainda é uma das 3 principais marcas premium no 2º trimestre de 2021
TikTok
RuNeta da Rússia

Zharov acrescentou que a empresa está a trabalhar na plataforma há “cerca de um ano para modernizá-la e torná-la não pior do que o YouTube em termos de ferramentas”. De salientar que, o país também está a trabalhar na RuNet, que é essencialmente uma intranet nacional. Isso permitiria controlar as plataformas e o conteúdo.  Прощай liberdade!

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!