Xiaomi ultrapassa a Apple e vai atrás da Samsung

A empresa tinha uma certa quota de mercado antes de apostar em lojas físicas na Europa e agora vende uma em cada três unidades , em Espanha, por exemplo.

A Xiaomi é uma das marcas mais procuradas em todo o mundo. A empresa tinha uma certa quota de mercado antes de apostar em lojas físicas na Europa e agora vende uma em cada três unidades , em Espanha, por exemplo. Este crescimento não acontece apenas em Espanha, embora seja um dos países mais importantes, mas também em todo o mundo. É isso que confirma as últimas informações da Counterpoint Research, que coloca Xiaomi em segundo lugar nas vendas de smartphones em todo o mundo, atrás apenas da Samsung; embora em muito pouco tempo.

Xiaomi ultrapassa a Apple e vai atrás da Samsung

De acordo com CounterPoint Research A Xiaomi teria vendido pouco mais de 50 milhões de unidades (53 especificamente) no segundo trimestre de 2021, ultrapassando a Apple, que permanece com 49 milhões, e quase chega a Samsung, com 58 milhões.

Xiaomi ultrapassa a Apple e vai atrás da Samsung 1

A tendência, conforme o gráfico acima, é promissora para a Xiaomi, que pode superar a Samsung num dos dois trimestres restantes deste ano.

Relacionado:  Como encontrar arquivos duplicados no vosso smartphone Samsung

Xiaomi ultrapassa a Apple e vai atrás da Samsung 2

No ano passado, Xiaomi aumentou os seus lucros. Embora este valor não seja um aumento percentual tão elevado como a Samsung e a Apple, ainda mostra que os seus produtos são populares entre os consumidores. Para os fabricantes de telemóveis que querem competir no mercado chinês hoje em dia há menos espaço para outras marcas porque mais pessoas preferem comprar a smartphones produzidos por estas cinco empresas do que outras que os produzem internamente ou no estrangeiro.

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!