Android Geek
O maior site de Android em Português

Xiaomi regista crescimento de 13,6% na receita no primeiro trimestre de 2020

A Xiaomi está com muita força e os Mi 10 e Mi 10 Pro já totalizaram mais de 1 milhão de unidades vendidas no período de fevereiro a março. Paralelamento o irmão Redmi Note 8 foi um dos telefones mais vendidos do Q1.

A Xiaomi publicou os seus resultados financeiros para o primeiro trimestre de 2020 e os números são bons, apesar da difícil situação do mercado.

A receita total aumentou 13,6% ano a ano para CNY 49,7 mil milhões, superando as estimativas. O lucro bruto aumentou significativamente, 44,9%, para CNY 7,56 mil milhões, apesar das maiores despesas de pesquisa e desenvolvimento (CNY 1,9 mil milhões, + 13,4% A / A).

60% dessa receita total foi gerada por smartphones, que renderam CNY 30,3 mil milhões (+ 12,3% A / A). O número de remessas subiu para 29,2 milhões de unidades, representando um pequeno aumento em relação ao primeiro trimestre do ano passado. Os analistas da Canalys colocam a Xiaomi na posição # 4 do mundo, com uma participação de mercado de 11,1%.

Xiaomi regista crescimento de 13,6% na receita no primeiro trimestre de 2020 1

A Xiaomi está com muita força e os Mi 10 e Mi 10 Pro já totalizaram mais de 1 milhão de unidades vendidas no período de fevereiro a março. Paralelamento o irmão Redmi Note 8 foi um dos telefones mais vendidos do Q1.

Um aumento no preço médio de venda de 7,2% em relação ao ano passado indica que os telefones premium da empresa foram bem recebidos. A Xiaomi diz que os seus modelos 5G atingiram uma taxa de penetração de 25,9% na China.

Xiaomi regista aumento de 13,6% na receita no primeiro trimestre de 2020, maior lucro bruto

Os produtos Xiaomi IoT e estilo de vida geraram CNY 13,0 mil milhões em receita, um aumento de 7,8%. A Xiaomi afirma que a sua plataforma IoT é a maior do mundo, com 252 milhões de dispositivos on-line (sem contar smartphones e laptops). Além disso, o número de fãs da empresa chinesa está a aumentar, 4,6 milhões de utilizadores tinham cinco ou mais dispositivos Xiaomi IoT.

As vendas dos fones de ouvido Mi TWS aumentaram mais de 600%, a Mi Band, as scooters elétricas e os aspiradores de pó também tiveram grandes aumentos. A Xiaomi vendeu mais que o dobro do número de routers que no primeiro trimestre do ano passado, em parte graças ao modelo AX3600.

Este trimestre marca a primeira vez que metade da receita da empresa veio do exterior. Os equipamentos vendidos na Europa cresceram 58,3%, registando 14,3% do mercado (o que coloca a Xiaomi em 4º lugar). A Espanha mantém-se como o maior mercado da empresa no Velho Continente, mas o resto da Europa Ocidental também apresenta uma procura maior. Os equipamentos vendidos na América Latina, África e Médio Oriente também aumentaram significativamente.

À medida que a China se recupera, a procura pelos principais produtos da Xiaomi foi retomada e a empresa está a trabalhar com a cadeia de fornecedores para acelerar a produção. A situação na Europa também está a regressar ao normal; as ativações de smartphones estão em 90% da média semanal registada em janeiro.

A Xiaomi foi uma das primeiras a juntar-se à luta contra o COVID-19. Doou material médico para 30 hospitais na província de Hubei. Depois, doou suprimentos, EPIs e ventiladores para 30 países ao redor do mundo.

Fonte

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais