Android Geek
O maior site de Android em Português

Xiaomi já é o quarto maior fornecedor de smartphones da Europa Ocidental

A marca lançou os seus produtos oficialmente na Europa em novembro de 2017 com um evento de lançamento em Espanha. Mas a empresa parece ter ganho alguma força na Europa Ocidental e, recentemente, o CFO da Xiaomi revelou planos revelados para se expandir na Europa.

É possível dizer que a entrada da Xiaomi na Europa Ocidental foi com pezinhos de lã. A marca lançou os seus produtos oficialmente na Europa em novembro de 2017 com um evento de lançamento em Espanha. Mas a empresa parece ter ganho alguma força na Europa Ocidental e, recentemente, o CFO da Xiaomi revelou planos revelados para se expandir na Europa.

xiaomi logo
Uma loja Xiaomi na China

Uma informação de análise de mercado da Strategy Analytics confirmou de facto a ascensão da Xiaomi na Europa Ocidental. Os dados mostram que a empresa chinesa está estabelecida como o quarto maior fornecedor de smartphones da região, atrás apenas de Samsung, Apple e Huawei. Isso apesar de só ter presença na Europa há apenas 2,5 anos.

A ascensão da Xiaomi é atribuída à colaboração com operadoras locais, resultando em enormes ganhos na Europa Ocidental.

O total de equipamentos vendidos globalmente de smartphones da Xiaomi permaneceu estável no primeiro trimestre de 2020. Apesar da ausência de crescimento, a empresa teve um desempenho melhor do que o mercado geral de smartphones, que caiu -17% A / A no primeiro trimestre de 2020. A participação no mercado global da Xiaomi em volume aumentou para uns expressivos 10%.

“Num ambiente extremamente desafiador, devido à crise do COVID-19, que afetou a indústria tanto Relativamente à procura quanto à oferta, a Xiaomi foi afetada em menor grau do que as outras grandes marcas chinesas (Huawei, Oppo, vivo), por causa da sua presença geográfica mais diversificada e a sua abordagem de distribuição em canais on-line ”, diz a Strategy

(fonte)

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais