Android Geek
O maior site de Android em Português

Xiaomi deixa adivinhar o seu regresso ao Brasil depois de saida dolorosa 2016

A empresa chinesa lançou um pequeno vídeo perguntando se os utilizadores brasileiros estão prontos para ver a “inovação para todos”. Inovação para todos, é uma missão nossa.

O mercado brasileiro terá alguns reforços de peso em 2019. Após relatos da estreia da Huawei no Brasil com a série P30, a conta no Twitter da Xiaomi @MiBrasil voltou do mundo dos mortos com alguns teasers a apontar para o seu regresso. A empresa chinesa lançou um pequeno vídeo perguntando se os utilizadores brasileiros estão prontos para ver a “inovação para todos”.

Inovação para todos, é uma missão nossa. Está pronto para isso aconteça no Brasil de novo? 😎 #XiaomiBrasil pic.twitter.com/4DmWuNdERg

- Xiaomi Brasil (@MiBrasil) 28 de março de 2019

A Xiaomi começou a operar no Brasil em 2015, o evento de lançamento foi liderado pelo ex-vice-presidente da companhia, Hugo Barra, que curiosamente é do Brasil, onde a empresa apresentou o Redmi 2 e Redmi 2 Pro ao lado de alguns Mi Power Banks. O mercado brasileiro foi uma luta para a empresa chinesa, devido a altos impostos que obrigam as empresas a iniciar o fabrico local no país para poder competir com outros gigantes do segmento. As dificuldades combinadas com a falta de interesse dos utilizadores nos smartphones de baixo custo, deixaram a Xiaomi sem outra escolha, acabou por deixar o país em 2016.

Desde o ano passado, e sem presença oficial, a presença da empresa no país começou a crescer de forma não oficial. O interesse dos utilizadores nos dispositivos gama média e topos de gama económicos da Xiaomi aumentou a procura e a importação de dispositivos da marca Mi, o que acabou por criar uma espécie de mercado alternativo para aparelhos Xiaomi no país. A empresa tem atualmente 1,88% de market share no Brasil, A Samsung domina com 41,24% e a Motorola segue com 26,5%. Esses números são impressionantes tendo em conta que cada smartphone Xiaomi nessa margem é comprado por meio de importação ou através de revendedores não oficiais. 

A Xiaomi como uma empresa não é muito popular no Brasil, mas os seus smartphones certamente são.

 

“Percebemos o entusiasmo dos fãs brasileiros sobre o Mi, obrigado.

- Mi Brasil, 26 de março de 2019

A Xiaomi percebeu o crescimento e começou a preparar o seu regresso ao país. No início deste mês, tanto o Redmi 7 quanto o Redmi GO foram certificados pela agência brasileira de regulamentação de telecomunicações - Anatel. Os dois smartphones lançados recentemente podem marcar o regresso da empresa ao Brasil. A empresa perguntou aos utilizadores no Twitter o que a marca representa para eles e, de acordo com 67%, a Xiaomi significa "alta qualidade".

Oi! 😊 Temos uma pergunta a fazer! O que é um Xiaomi para o utilizador?

Não esqueçam nos siga no Facebook: https://t.co/jyguxbPeP8

- Xiaomi Brasil (@MiBrasil) 27 de março de 2019

O Redmi 7 e o Redmi Go são dois dos principais smartphones que oferecem uma boa relação qualidade / preço, Vale a pena salientar que há uma grande procura no Brasil por aparelhos de baixo custo. Entre os smartphones Xiaomi mais populares, os fãs no Brasil têm uma forte preferência pela série Mi e pela Redmi. Note. Se a Xiaomi pretende ser bem sucedida desta vez,  devem oferecer mais do que apenas dispositivos de baixo custo. O Pocofone F1 é um dos dispositivos mais populares da empresa, e o Redmi Note 7 tem sido um dos aparelhos mais procurados desde o seu lançamento.

Se Xiaomi promover no mercado Brasileiro ambos os dispositivos e garantia local, será provavelmente um sucesso. Mesmo o Mi 9 poderia causar impacto na concorrência se for lançado no Brasil. Para efeito de comparação, o Samsung Galaxy S10 + é vendido por US $ 1.260 no Brasil e atualmente é o único smartphone com Snapdragon 855 disponível no país. O Motorola One, por outro lado, é uma oferta premium de média gama no país e está a ser vendido por US $ 377 - É muito mais do que a Xiaomi pede pela série Redmi Note 7 que é muito superior ao Snapdragon 625 da Motorola One.

Xiaomi deixa adivinhar o seu regresso ao Brasil depois de saida dolorosa 2016 1

Por enquanto, não há muitas informações indicando quando a Xiaomi irá, de facto, começar a operar novamente no país. Mas os últimos quatro dias foram intensos para os fãs da empresa, desde o súbito renascimento das suas redes sociais até a confirmação de hoje no Twitter. Está em falta uma data de lançamento real por enquanto, mas com base em tudo que sabemos, isso pode acontecer no próximo mês. O mercado brasileiro é um dos mercados mais difíceis para uma fabricante de smartphones, mas é também um dos que mais retorno pode trazer. O sucesso da Xiaomi dependerá diretamente dos dispositivos lançados e das margens de preço adotadas pela empresa. Certamente, algo que contará a favor será as dezenas de Mi Fans no país que a empresa conseguiu conquistar nos últimos anos.

Xiaomi deixa adivinhar o seu regresso ao Brasil depois de saida dolorosa 2016 2

Cobriremos qualquer possível novidade sobre o renascimento da Xiaomi no Brasil.

 

Fonte

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link