Android Geek
O maior site de Android em Português

A origem dos melhores recursos do Android Oreo

Com os novos Pixels apresentados, é a hora certa de passar em revista alguns dos melhores recursos do Android Oreo . O Oreo Android 8.0 do Google é recheado de novos recursos; Alguns são destinados a melhorar a qualidade de vida, enquanto outros devem são super úteis diariamente.

No entanto, os aficionados do Android, como eu, podem ter visto alguns dos melhores recursos do Oreo antes, seja em outros sabores do Android, roms personalizadas ou outros softwares. Costuma dizer-se que a imitação é a forma mais sincera de lisonja, e o Android O imita muito.

Aqui estão alguns das origens de onde o Android pode ter pedido emprestado alguns dos seus melhores recursos.

Picture-in-Picture

Se ainda não o viram em ação, o Picture-in-Picture é um recurso que encolhe vídeos numa janela flutuante permitindo que continuemos a usar o restante do ecrã para usar outra apps.

O Picture-in-Picture já era uma característica do Android TV , mas uma ideia similar tem rondado em torno de uma série de compilações OEM Android há anos. A LG, por exemplo, suportou janelas flutuantes, incluindo vídeo, com a tecnologia Q Slide. No entanto, a LG nunca chegou a expandir o recurso para que funcionasse com muitas aplicações de terceiros.

Os telefones Samsung tiveram janelas redimensionáveis ​​para a maioria dos aplicativos que funcionam há vários anos. É uma opção bastante popular em equipamentos Galaxy Note série.

Na verdade, o recurso de janelas de forma livre fez um regresso com o Android Nougat. Embora fosse necessária alguma configuração para que ele funcionasse e certamente não era uma implementação perfeita.

Limites de fundo

Este não é tão óbvio como o Picture-in-Picture, mas a capacidade de limitar o que as aplicações podem fazer em segundo plano com os novos Limites de Execução de Fundo é uma melhoria notável para o desempenho do dispositivo e duração de bateria. No entanto, a ideia de matar tarefas mais ativas ao controlar rigorosamente as aplicações em segundo plano não é nova. É um dos truques mais antigos do livro para aqueles que procuram prolongar a vida útil da bateria do seu telefone.

Os processos automatizados de matar tarefas ganharam notoriedade nos primeiros dias do Android, já que os utilizadores tentaram melhorar a gestão de tarefas das versões do sistema operativo como Froyo e Gingerbread. Embora muitas dessas aplicações tenham benefícios questionáveis ​, muitas acabavam por gastar mais recursos do que poupavam. O Greenify é um dos poucos exemplos de aplicações que conseguiam com eficiência e eficácia matar processos sem gastar demasiada memória e bateria.

 

API de preenchimento automático

Outra melhoria na qualidade de vida dos utilizadores Android é a introdução do Autofill no Android Oreo que nos poupará horas incontáveis, preenchendo formulários on-line e detalhes de login nos próximos anos. Isto ainda está dependente ds programadores de aplicações fazerem algum esforço para que as suas criações possam suportar a nova API, por isso ainda vai demorar algum tempo até o preenchimento automático se tornar omnipresente em toda a experiência do Android.

Claro, esse tipo de tecnologia de autocomplete não é nada de novo - muitos de nós já a usam todos os dias já. Os gestores de passwords são provavelmente os exemplos mais óbvios. Muitos desses aplicativos e serviços podem detectar automaticamente sites e campos nos quais inserir as senhas seguras pré-guardadas.

O Google Chrome e outros navegadores da Web já possuem funcionalidades semelhantes há muito tempo, e podem preencher nomes, endereços e até informações de pagamento de cartão de crédito.

Modo noturno

Este não é estritamente novo no Android, fez sua estreia original no Nougat. No entanto, o Modo Noite do Oreo agora permite aos utilizadores ajustar a intensidade da cor, juntamente com a configuração de temporizadores automáticos.

Alguns OEM já implementaram as suas próprias versões aplicadas no sistema operacional antes da introdução no Nougat e Oreo. Huawei, Asus, OnePlus e Samsung tiveram o recurso antes de este ser adicionado ao core Android.

Melhor áudio Bluetooth

Uma das outras grandes mudanças com o Android Oreo é a introdução de um menu de codec Bluetooth, que permitirá aos utilizadores escolher o seu protocolo de comunicação de áudio sem fio preferido, quando aplicável. A chegada do Android Oreo também incorpora o codec LDAC de alta qualidade da Sony no AOSP também.

No entanto, a LDAC não é especialmente nova. Faz parte da linha principal da Xperia da Sony há algumas gerações, começou com o Xperia Z3 +. Os utilizadores da Sony têm a opção de desfrutar de streaming de música sem fio de primeira qualidade há já alguns anos. Podemos ver mais telefones com o LDAC no futuro, agora que é suportado diretamente no Oreo.

A opção de escolher qual codec é a opção preferida também não é uma novidade exclusiva Oreo. O OnePlus 5 chegou há alguns meses e já incluía na altura a opção de selecionar o codec de áudio preferido .

Conclusão

Obviamente, há muito mais no Android Oreo do que o que está listado acima - por enquanto só os equipamentos com chancela da Google se podem gabar de saborear o Oreo em todo o seu esplendor, mas em breve chegará a mais equipamentos e a cada um de nós mais cedo ou mais tarde. Qual a vossa funcionalidade preferida?

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais