Variante mais fraca do Oppo R17 aparece na TENAA, com provável Helio P60

Três novos smartphones Oppo acabaram de passar pela TENAA com números de modelo PBCM30, PBCM10 e PBCT10 – tudo relacionado ao recém-lançado Oppo R17 e R17 Pro. No entanto, assumimos que todos os três números de modelo pertencem a um único dispositivo com diferentes configurações de memória.

Três novos smartphones Oppo acabaram de passar pela TENAA com números de modelo PBCM30, PBCM10 e PBCT10 - tudo relacionado ao recém-lançado Oppo R17 e R17 Pro. No entanto, assumimos que todos os três números de modelo pertencem a um único dispositivo com diferentes configurações de memória.

Variante mais fraca do Oppo R17 aparece na TENAA, com provável Helio P60 1

O design parece ser uma mistura entre a série R17 e a geração anterior R15 porque a parte traseira apresenta um alinhamento horizontal de câmara dupla no canto superior esquerdo, enquanto a parte frontal tem o entalhe no estilo gota de água. A julgar pelas imagens, podemos esperar também um vidro de cor gradiente na traseira.

Todos os três modelos do TENAA apresentam o mesmo chipset octa-core com clock de 1.95GHz, o que provavelmente significa 2.0GHz. Segundo a base de dados na Gsmarena existem alguns CPUs octa-core com clock de 2.0GHz, mas o Helio P60 e o novíssimo Snapdragon 670 foram as únicas opções plausíveis.

Como o Oppo R17 padrão corre o Snapdragon 670, não faz sentido que o Oppo liberte praticamente o mesmo dispositivo, então isso deixa-nos com o Helio P60. É possível que a empresa esteja a preparar uma alteração mais acessível do Oppo R17 de alguma maneira.

Relacionado:  Oppo regista patente para melhorar o funcionamento de ecrãs flexiveís

Em termos de outras especificações, o aparelho possui configuração de câmara 16MP + 2MP na parte de trás e uma frontal de 25MP, a capacidade da bateria é de 3.500 mAh e corre o Android 8.1 Oreo de fábrica. As configurações de memória são de 6 GB + 64 GB para o modelo PBCM30, 4 GB + 128 GB no PBCM10 e mais uma vez 4GB + 128GB para o PBCT10.

O interessante é que as fotos não mostram um sensor de impressão digital, o que significa que ele está se escondido sob o ecrã ou o R17 não tem nenhum e depende exclusivamente do reconhecimento facial.

Como o aparelho já passou pela certificação TENAA, ele poderia ser lançado mais cedo do que o esperado e saberemos mais detalhes quando isso acontecer.

Fonte 1, 2, 3 (em chinês)

Via

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!