Android Geek
O maior site de Android em Português

Stephen Hawking defende um governo mundial para controlar a IA

Stephen Hawking afirmou que a tecnologia necessita de ser controlada para que não seja ela a controlar a espécie humana.

Já não é primeira vez que Hawking, conceituado físico, que abordou os perigos da inteligência artificial, acredita que temos de estabelecer uma forma de rapidamente identificar ameaças, antes que elas tenham a hipótese de aumentar.

“Desde que a civilização começou, a agressão tem sido útil e definitivamente trouxe vantagens para a sobrevivência,”  afirmou ao The Times.

“Isso está inserido nos nossos genes, pela evolução descrita por Darwin. Agora, no entanto, a tecnologia avançou a um ritmo tão intenso que esta agressão pode nos destruir através de guerras nucleares ou biológicas. Precisamos de controlar esse instinto herdado com a nossa lógica e razão”.

Ele sugere que “algum tipo de governo mundial” poderá ser o ideal para lidar com este problema, mas entende que esta solução também pode acabar criando novos conflitos.

“Isso pode transformar-se numa tirania”, acrescentou. “Este panorama pode parecer um pouco carregado de desgraças, mas eu sou um otimista. Acho que a humanidade estará pronta para enfrentar estes desafios”.

A inteligência artificial está bem presente nos nossos smartphones
 

Num “Ask Me Anything” (Pergunte-me qualquer coisa, em português) do Reddit, em 2015, Hawking afirmou que a inteligência artificial poderia tornar-se tão poderosa que seria capaz de nos matar, intencionalmente.

“O verdadeiro risco da inteligência artificial não é a maldade, mas a competência,” disse o Prof. Hawking. “Um robô muito inteligente será extremamente bom em alcançar os seus objetivos, e se estes objetivos não estiverem alinhados com os nossos, teremos problemas”.

“Provavelmente não odeias formigas e nem as pisas por maldade, mas se tens o controle de um projeto sustentável de energia hidroelétrica e há um formigueiro na região que será alagada, vai ficar mau para as formigas. Não podemos colocar a humanidade na posição destas formigas”.

Elon Musk, CEO da Tesla, demonstrou ter um ponto de vista semelhante, alertando-nos recentemente para o fato de que os humanos correm o risco de se tornar irrelevantes.

“Com o tempo, acho que provavelmente veremos uma união maior da inteligência biológica e da inteligência digital,” disse ele, sugerindo que as pessoas podem fundir-se com as máquinas no futuro, a fim de as acompanhar.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais