Android Geek
O maior site de Android em Português

Qualcomm processa Apple com o objetivo de cessar vendas de iPhone

A Qualcomm e Apple voltaram ao mesmo. Já vimos falar da Apple processar a Qualcomm por cobrar muito por royalties, e depois a Qualcomm processar a Apple por “fazer os componentes Qualcomm parecerem inferiores aos da Intel” e, hoje, a Qualcomm apresentou oficialmente uma queixa junto à Comissão de Comércio Internacional dos EUA (ITC) e Tribunal Federal.

Qualcomm processa Apple com o objetivo de cessar vendas de iPhone 1

A Qualcomm afirma que a Apple está a usar seis das patentes da Qualcomm em vários dispositivos cujos royalties não foram pagos pela Apple. A Qualcomm está a tentar parar a alegada violação da Apple, pedidno uma ordem judicial para parar vendas, marketing, publicidade, importação e armazenamento de produtos nos EUA (onde a queixa foi apresentada).

Don Rosenberg, vice-presidente executivo da Qualcomm, afirmou o seguinte:

As patentes violadas representam seis tecnologias importantes, de um portfólio de milhares, e cada uma é vital para as funções do iPhone. A Apple continua a usar a tecnologia da Qualcomm enquanto se recusa a pagar por isso.
As seis patentes estão todas relacionadas à otimização de bateria, gestão de rede e desempenho do sistema, que funciona em conjunto para aumentar a eficiência da bateria e das informações enviadas e recebidas de e para a rede.

Qualcomm processa Apple com o objetivo de cessar vendas de iPhone 2

A Qualcomm espera que uma investigação formal para provar as alegações seja iniciada em agosto com um julgamento talves apenas no ano que vem. Além disso, a Qualcomm também apresentou uma queixa contra a Apple no Tribunal Distrital dos EUA, por danos e “alívio injuntivo” – o que significa que eles querem que a Apple pare de usar as patentes acima mencionadas até as pague.

A Apple consegui que a HTC e a Samsung parassem as vendas de dispositivos no passado, embora a vitória da Apple contra a Samsung tenha conseguido apenas que a Samsung parasse de vender dispositivos com quatro anos na altura da sentença.

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link