Android Geek
O maior site de Android em Português

Qualcomm lidera o mercado apesar de perder participação para HiSilicon e MediaTek

Market share AP do segundo trimestre de 2020   Acções da Huawei aumentam na China após restrições mais rígidas Detalhamento de market share regional O mercado de processadores de aplicações para smartphones (AP) diminuiu 26 por cento no segundo trimestre de 2020, pois as vendas de smartphones caíram devido ao COVID-19. A Qualcomm lidera o mercado com 29 por cento de participação, que caiu em comparação com a participação de 33 por cento no segundo trimestre de 2019.

O mercado de processadores de aplicações para smartphones caiu no segundo trimestre de 2020 devido ao COVID-19, com o HiSilicon da Huawei a conseguir comer parte da fatia de mercado da Qualcomm na China.

 

Contraponto: Qualcomm lidera o mercado, apesar de perder participação para HiSilicon e MediaTek
Market share AP do segundo trimestre de 2020

 

Acções da Huawei aumentam na China após restrições mais rígidas

 

Detalhamento de market share regional
Detalhamento de market share regional

 

O mercado de processadores de aplicações para smartphones (AP) diminuiu 26 por cento no segundo trimestre de 2020, pois as vendas de smartphones caíram devido ao COVID-19.

 

A Qualcomm lidera o mercado com 29 por cento de participação, que caiu em comparação com a participação de 33 por cento no segundo trimestre de 2019. Os APs HiSilicon da Huawei aumentaram em participação de mercado em 4 por cento devido ao aumento do uso de APs HiSilicon após as restrições do governo dos Estados Unidos e a crescente participação da empresa na China.

A participação da Qualcomm nos smartphones Huawei e HONOR caiu de 12 por cento no segundo trimestre de 2019 para 3 por cento no segundo trimestre de 2020.

Neil Shah, vice-presidente de pesquisa da Qualcomm na Counterpoint, afirma que a situação não é tão má, já que as vendas de smartphones 5G aumentaram massivamente 126 por cento no segundo trimestre de 2020 em comparação com o primeiro trimestre. Isso criará oportunidades para os fornecedores de AP aumentarem a participação no conteúdo de semicondutores, apesar do volume de mercado ser claramente menor este ano. A proibição à Huawei também causará o crescimento da Qualcomm, MediaTek e Unisoc.

O analista Shobhit Srivastava afirma que OPPO, vivo, realme e Xiaomi serão os principais impulsionadores da Qualcomm e da MediaTek, pois preencherão a grande lacuna que a Huawei pode deixar para trás num futuro próximo.

No geral, a Counterpoint estima que o mercado de APs para smartphones crescerá de 2021 em diante e continuará assim nos próximos três anos, assim que a adoção do 5G chegar aos mercados emergentes.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!