Android Geek
O maior site de Android em Português

Por que a Samsung trocou o "Lite" dos seus smartphones para o "FE"?

Por um lado temos a versão normal, por outro o Plus e às vezes o Ultra, cada um com as suas diferentes características e acima de tudo preço. A estratégia é que, uma vez que esses telefones estejam instalados no mercado, a marca possa lançar um modelo Lite, uma versão mais modesta do modelo normal com desempenho inferior e um preço reduzido.

Quando uma marca apresenta um novo smartphone no mercado, raramente sai sozinho. Por um lado temos a versão normal, por outro o Plus e às vezes o Ultra, cada um com as suas diferentes características e acima de tudo preço.

A estratégia é que, uma vez que esses telefones estejam instalados no mercado, a marca possa lançar um modelo Lite, uma versão mais modesta do modelo normal com desempenho inferior e um preço reduzido. Um modelo para todos os indecisos que não queriam gastar tanto dinheiro com os modelos originais.

A nomenclatura “Lite” tem as suas desvantagens. Temos a sensação de que estamos perante um smartphone muito pior do que a versão normal (algo que muitas vezes é totalmente verdade), portanto, perde o seu apelo para alguns. A solução para este problema é simples, trocar a nomeclatura Lite por algo que não desacredite tanto a marca. Isso é o que a Samsung fez e achamos uma ótima ideia.

Não é Lite, é Fan Edition

Cores Samsung Galaxy S20 FE

Samsung Galaxy S20 FE em todas as suas cores.

Em 2019, a Samsung apresentou o Samsung Galaxy S10 Lite, um smartphone muito interessante e apesar de se chamar Lite, foi um dos melhores telefones “high-end baratos” do ano.

Por isso, a Samsung quis potenciar o sucesso dos seus próximos terminais e agora em vez de serem chamados de “Lite”, serão chamados de Fan Edition ou FE. Algo que corresponde muito melhor à génese desses terminais.

O novo Samsung Galaxy S20 FE não é um terminal fraco. Portanto, o termo Lite não era o adequado. Com estas novas versões, a Samsung pretende lançar terminais topo de gama mais baratos, mas que não sejam vistos como uma versão barata, algo tão simples de conseguir com uma simples mudança de nome.

Tenham em mente de que o Samsung Galaxy S20 FE terá um ecrã Super AMOLED de 6,5 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz, processador Snapdragon 990 ou 865 5G, 6/8 GB de RAM e 128 GB de memória de armazenamento. Claramente traz alguns benefícios típicos de um high-end e tudo isso a um preço de 659 euros. 

Na sua apresentação, a empresa reconheceu que haverá mais modelos Fan Edition. Isso significa que os modelos Lite desaparecem dando origem a novas versões FE do próximo FlagShip que a empresa sul-coreana lançará no mercado nos próximos anos.

Na nossa opinião, essa decisão é muito inteligente. Com uma simples mudança de nome, a Samsung explica que não está a vender um modelo de segunda linha mas simplesmente um high-end com algumas alterações a um preço mais apelativo.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!