Android Geek
O maior site de Android em Português

[Opinião] Com que periodicidade devo trocar de smartphone?

A exigência dos consumidores (ou a falta dela) e das próprias aplicações faz com que os aparelhos muitas vezes fiquem abaixo das expectativas após algum tempo. Por isso é inevitável que em algum instante das nossas vidas chegue o momentos em que provavelmente teremos de trocar de smartphone. Muitas vezes nos perguntamos: Será que está na hora de mudar de smartphone? A resposta a essa questão é muito relativa, e depende de muitos fatores, que cada um de nós sabe responder, e só por nós mesmos.

Hoje e aqui neste artigo de opinião, vou tentar dar a minha opinião pessoal sobre este assunto.

[Opinião] Com que periodicidade devo trocar de smartphone? 1

O sistema Android é um sistema aberto e democrático, permite que tanto as pessoas que tenham €50 para gastar, como as que tenham €1000, possam usufruir de o mesmo sistema no seu telefone. E se por um lado isso é simplesmente maravilhoso, o outro lado da medalha diz precisamente o oposto. É que as atualizações de firmware são as principais responsáveis pela morte dos equipamentos, primeiro porque se tornam mais pesadas ou com necessidade de novos recursos, e depois porque quem desenha aplicações para o sistema operativo está sucessivamente a fazer atualizações da própria aplicação, que grande parte das vezes a torna mais pesada.

E a meu ver é aí que reside o grande problema. Sem referir qualquer tipo de marca, vamos ter como exemplo um telefone intermediário comprado no mês de Junho do ano passado. Então estamos a falar de um smartphone que não deverá estar muito longe destas características: 2GB de RAM, 16GB de armazenamento interno e Android Marshmallow.
Quantas são as fabricantes que vão levar este equipamento para o Android Nougat? Neste momento na tua cabeça devem estar a rodar 2 ou 3 telefones de marcas muito conhecidas... que com sorte recebem o Android Nougat, depois da Google lançar o Android O.

Será que esses 2GB de RAM são suficientes para o Android Nougat? Pessoalmente acho que sim, mas se fosse dono deste equipamento preferia não o receber. Os smartphones de média e baixa gama são desenhados para funcionar com a versão de firmware que são lançados. Obviamente que tirando algumas exceções, as atualizações de firmware para estas linhas de equipamentos são uma aventura. Grande parte dos utilizadores ficam contentes porque podem dizer aos amigos que já têm o Android N, ou O, mas geralmente o seu smartphone não fica melhor do que como estava antes.

[Opinião] Com que periodicidade devo trocar de smartphone? 2Ao fim de pouco tempo vão começar a ficar lentos, pesados, e a dar erros... e qual é o pensamento dos utilizadores: Está na hora de trocar de telefone... ou simplesmente este telefone não presta, bloqueia, o sistema android é fraco. Isso significa que em menos de 2 anos tens o telefone a precisar de reforma.
Se estava tudo a funcionar com o sistema anterior, para que trocar? Pois o problema é que dificilmente podemos evitar uma atualização de firmware... e 2 anos para um telefone de média gama vai ser o tempo de vida útil do mesmo.

Outra história completamente diferente, são os topos de gama, que geralmente têm hardware mais que suficiente para correr pelo menos mais duas versões de firmware (se for lançado todos os anos) alem daquela que sai de fábrica.
Quando se tem um topo de gama, valerá a pena trocar pelo topo de gama da mesma marca, que sai no ano a seguir? No meu ponto de vista não... ainda não consegui encontrar uma marca em que me fizesse ver que valia a pena trocar do seu antigo topo de gama para o novo. Vou dar alguns exemplo: do Oneplus 3 para Oneplus 3T, do Galaxy S6 para o Galaxy S7, do Huawei P8 para o Huawei P9 ou mesmo do Nexus 6P para o Google Pixel.
Pessoalmente considero um desperdício de recursos financeiros, vulgarmente chamado de dinheiro, a aquisição de um topo de gama de hoje, quando tem o topo de gama da mesma marca do ano anterior.

Agora devem estar dezenas de utilizadores a pensar, que o dinheiro é deles e que cada um faz o que quer... e isso é 100% de verdade, mas na pratica as vantagens não são muitas em trocar de telefone. Por isso para quem habitualmente anda com um topo de gama no bolso e gosta de se manter atual, são dois anos. Se tens um Galaxy S6, para um Galaxy S7 a meu ver não valerá muito a pena mudar, mas já para o Galaxy S8 sim vale a pena.

Se nos média gama e nos topos de gama já vimos que são 2 anos de vida útil na mão do utilizador, por razões diferentes... então e os de baixa gama. Sabes a resposta? Sim dificilmente passa dos 2 anos de vida útil.
Os telefones de baixa gama, em grande parte das vezes vêm com o mínimo dos mínimos indispensável para correr aquelas aplicações mais banais (ou um pouco acima do mínimo). Salvo boas a raras exceções, dificilmente recebem atualizações de firmware... mas as aplicações que são usadas estão sucessivamente a receber updates porque o mundo não termina na versão de software que o telefone tem, e os updates continuam. Se o telefone hoje está no limite das capacidades para as aplicações que são usadas, como será daqui a 1 ano? Arrasta-se... imagina daqui a 2... daqui a 2 anos já não consegue trabalhar com as aplicações que mais gosta e se habituou a usar, e vai certamente trocar de telefone.

Apesar de ser por razões completamente diferentes, quer tenha um smartphone de baixa, média ou topo de gama, dificilmente se vai aguentar mais de 2 anos com o mesmo telefone. A não ser que seja um verdadeiro guerreiro da telefonia móvel.

E esta é a minha opinião sobre o tempo útil dos smartphones. Qual á tua opinião? Podes dar-nos a tua opinião nos comentários abaixo.

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link