Android Geek
O maior site de Android em Português

Novo chip do MIT pode significar inteligência artificial mais eficiente em todos os aparelhos electrónicos.

Embora longe da perfeição, a Siri da Apple transformou o modo que nós olhamos a inteligência artificial. Desde então vimos tentativas de criar assistentes similares por parte de outras empresas – desde o desastroso S-Voice até ao mais recente Google Assistant. E de facto, 2017 parece vir a tornar-se o ano da I.A.: o Android Wear 2.0 terá o Google virtual assistant, há rumores que a Samsung terá uma assistente melhorada com o Galaxy S8 e este tipo de tecnologia está cada vez mais presente.

Novo chip do MIT pode significar inteligência artificial mais eficiente em todos os aparelhos electrónicos. 1

No entanto estes avançados assistentes virtuais necessitam de reconhecimento de voz e frequentemente tem de estar continuamente ligado para detectar comandos. Isto significa que mesmo o mais eficiente aparelho vai de 100 por cento a 0 bastante rápido. Por isso os investigadores no MIT construíram um chip que foi especialmente desenhado com esse problema em mente. Enquanto o telefone normal usaria 1 watt de potencia para reconhecimento de voz o novo chip só necessita de 0.2 a 10 milliwatts.

O modo de funcionamento do novo chip implica que, em vez de correr um neural network em grande escala para detectar cada som e barulho ele irá ter um activador de voz mais simples que consegue detectar voz humana. Assim que detecta voz humana o chip dispara um maior e mais complexo circuito de reconhecimento de voz. O resultado é que podemos ver reduções de consumo de energia desde 90% até 99% o que quer dizer que até o mais pequeno e simples aparelho electronico pode ter reconhecimento de voz avançado e assistente I.A.

Por isso, Anantha Chandrakasan, professor da Vannevar Bush of Electrical Engineering and Computer Science do MIT (Massachusetts institute of technology), explica que a eficiência deste novo chip pode significar um uso mais comum de tecnologia por activação de voz.

“Activação de voz vai tornar-se um interface natural para muitas aplicações e dispositivos inteligentes. A miniaturização destes aparelhos vai requerer um interface diferente de teclados ou ecrãs de toque. Vai ser critico implementar as funções de activação por voz localmente para poupar consumo de energia comparativamente a processar a operação por “cloud.”

À medida que o uso de smartphones e smartwatches cresce a voz vai tornar-se um modo cada vez mais essencial de interação com a tecnologia. Dado ao pequeno tamanho de novos gadgets como os smartphones este chip pode ser a chave que permite estes aparelhos durarem o tempo suficiente para chegarem a ser úteis.

Via: Androidauthority

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link