Android Geek
O maior site de Android em Português

Microsoft Surface Pro X lançado, desenvolvido com o chipset Qualcomm ARM

Este é um novo tablet que corre o Windows numa versão personalizada da Microsoft baseada em ARM de um chipset Qualcomm Snapdragon SQ1.

Tem sido difícil para os dispositivos Windows libertarem-se da Intel, mas a Microsoft está a dar uma outra possibilidade com o novo Surface Pro X de 13 polegadas. Este é um novo tablet que corre o Windows numa versão personalizada da Microsoft baseada em ARM de um chipset Qualcomm Snapdragon SQ1. Ao lado do Surface Pro 7, que acaba de ser lançado, podemos argumentar que este é o verdadeiro novo flagship.

O Surface Pro X oferece os principais recursos do Surface Pro 7, além de outros extras que o tornam um dos 2-em-1 mais interessantes para o mercado em 2019. Em termos de design, o Surface Pro X é o mais fino dos novos anunciados equipamentos Surface, com 5,3 mm e pesando apenas 762g, o que é impressionante quando consideramos todos os recursos avançados oferecidos.

O ecrã foi expandido de um painel de 12 polegadas no antigo Surface Pro para um ecrã de 13 polegadas, que a empresa diz oferecer os painéis mais finos de qualquer laptop 2 em 1. Possui uma resolução de 2880 × 1920 pixels com 267ppi. Há uma nova Surface Slim Pen aninhada no teclado e até trás carregamento sem fios como destaque. O ponto alto é que o Surface Pro X possui duas portas USB-C em detrimento de uma única porta no Surface Pro 7.

A grande novidade, no entanto, deve ser o processador Surface SQ1 acima mencionado. Desenvolvido pela Microsoft e Qualcomm, é um chipset de 7W - comparado a 2W da maioria dos processadores ARM - e oferece 2 teraflops de energia. A Microsoft alega que o Surface Pro X fornece 3x mais energia por watt do que o Surface Pro 6.

Ao lado do SQ1, há um acelerador de IA que traz níveis impressionantes de poder computacional para o híbrido. Embora seja difícil dizer exactamente para que será usado, a Microsoft deu o exemplo de poder corrigir o contacto visual durante as vídeo chamadas. É uma façanha bastante impressionante, especialmente considerando que consome 50x menos energia que uma GPU padrão.

A maior questão permanece ser se o SQ1 será capaz de oferecer energia comparável a um processador x86 tradicional. A resposta para esta pergunta é o que acabará por determinar o desempenho do Surface Pro X no mercado. O dispositivo já está disponível para pré-encomenda hoje, com uma data de lançamento a 5 de novembro pelo preço de US $ 999.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais