MediaTek pretende enviar 60 milhões de Chipsets 5G no próximo ano, visando OEMs chineses

Espera-se que seja produzido em massa antes do final deste ano.

Informações provenientes da cadeia de fornecedores de Taiwan indicam que o fabricante de semicondutores MediaTek tem como alvo 60 milhões de remessas de Chipsets 5G no próximo ano. Embora a empresa tenha-se recusado a comentar as notícias, as notícias anteriores vindas da cadeia de fornecedores observaram que o Chipset 5G da MediaTek mudou o processo de 7 nm do SoC 5G MT6885 de “produção em massa geral” para “produção de pedidos ultra rápidos” devido às esperanças dos clientes de remessas antecipadas. Espera-se que seja produzido em massa antes do final deste ano.mediatek nokia 5g A indústria de Taiwan espera que a MediaTek seja capaz de receber pedidos de alguns telefones 5G de marcas chinesas, como OPPO, Vivo e Huawei. É relatado que a avaliação inicial do preço médio de venda (ASP) por unidade de Chipset 5G da MediaTek mostra que custa cerca de US $ 50 USD, muito além do ASP de Chipset único 4G, que é de US $ 10 a US $ 12. No entanto, acreditamos que é mais barato que o preço médio de venda dos chipsets 5G da Qualcomm.

A MediaTek está extremamente optimista acerca do mercado chinês de 5G. Anteriormente, a empresa de consultoria de mercado Strategy Analytic acreditava que as vendas de smartphones 5G da China atingiriam 80 milhões em 2020 e 160 milhões em todo o mundo. O CEO da MediaTek, Cai Lixing, projecta que as vendas globais serão de cerca de 140 milhões, A China representará 100 milhões, o que representa cerca de 70% da remessa esperada de telefones 5G no próximo ano. Isto pode ser devido ao rápido lançamento das redes 5G pelas operadoras chinesas.

Relacionado:  Samsung finalmente abre inscrições para One UI 4.0 beta em sete países

 

Fonte

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!