Android Geek
O maior site de Android em Português

Leitor de impressões digitais no ecrã do OnePlus 6T será ótico, OnePlus confirma

No OnePlus 6T o recurso de destaque é, sem dúvida, o leitor de impressões digitais no ecrã, mas, ainda falta perceber como funcionará na prática e se será efectivamente uma alternativa ao fiável sensor biométrico tradicional físico. Afinal, a tecnologia ainda não amadureceu e os fabricantes precisam de algum tempo para a aperfeiçoar para que ela funcione tão bem quanto um scanner comum.

No OnePlus 6T o recurso de destaque é, sem dúvida, o leitor de impressões digitais no ecrã, mas, ainda falta perceber como funcionará na prática e se será efectivamente uma alternativa ao fiável sensor biométrico tradicional físico. Afinal, a tecnologia ainda não amadureceu e os fabricantes precisam de algum tempo para a aperfeiçoar para que ela funcione tão bem quanto um scanner comum. Para esclarecer um pouco da confusão, a OnePlus acabou de confirmar que o telefone irá a usar um leitor óptico de impressões digitais.

Leitor de impressões digitais no ecrã do OnePlus 6T será ótico, OnePlus confirma 1

Vamos esclarecer. De acordo com a maioria dos especialistas, os leitores de impressão digital ultra-sónicos São mais precisos do que os ópticos, devido ao facto de que o ultra-som pode detectar sulcos e poros, estabelecendo uma imagem 3D mais completa da ponta do dedo. No entanto, se feito corretamente, a impressão digital óptica pode ser igualmente rápida.

Como todos sabemos, a OnePlus faz parte da BBK Electronics – uma corporação que comercializa os smartphones Oppo e Vivo. Esses fabricantes partilham tecnologias e hardware, então é seguro assumir que o leitor óptico UD será igual ao do vivo NEX S.

Infelizmente, isso pode não ser uma boa notícia, porque muitos comentários,apontam que o leitor de impressões digitais era pouco confiável e lento às vezes. É claro que o OnePlus 6T pode acabar com uma versão melhorada deste sensor e temos certeza de que a otimização de software também desempenha um papel importante. É um facto bem conhecido que a ROM personalizada Funtouch OS – vivo – não é comparável à experiência OxygenOS Android disponível nos telefones OnePlus.

Em qualquer dos casos, é um tiro no escuro e saberemos com certeza quando o dispositivo for lançado a 30 de outubro. Por enquanto, podemos apenas especular se o sensor de impressão digital sob o ecrã será bom ou não.

Fonte (em chinês)

 



Fique atento à nossa página do Facebook e Twitter para obter as notícias em primeira mão.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais