Android Geek
O maior site de Android em Português

Jovens usam Smartwatches para consumo de drogas (muito perigoso!)

Os Smartwaches e Wearables actuais, quer tenham Wear OS , Tizen ou outro, permitem que o utilizador meça as suas pulsações, controle o seu sono, aprenda mais sobre os seus treinos e até mesmo saiba se está a experienciar um ataque cardíaco. Relógios inteligentes e pulseiras de fitness tornaram-se um óptimo complemento para se conhecer muito mais sobre o nosso corpo com uma infinidade de funções, mas o que os fabricantes não imaginaram é que essa ferramenta escondia uma “ajuda” para utilizadores de drogas como a cocaína. Sim, muitos utilizadores ligados a este tipo de substâncias estão a usar o seu ‘smartwatch’ para garantir que não morrem dessa vez.

Dezenas de utilizadores em fóruns como Reddit, Twitter e outras plataformas comentam há meses como usam as ferramentas desses dispositivos para controlar o seu consumo de drogas, a fim de registar a pressão cardíaca e, assim, evitar um colapso. “Se alguém disser: ‘vamos fazer uma linha’, eu olho para o meu ‘smartwatch'”, explica um dos jovens a um orgão de comunicação americano. “Se eu vejo que estou com150 ou 160, eu penso: ‘Eu estou bem’. É ótimo, assim corremos menos riscos.

Nesses fóruns, eles até publicam os seus resultados e mostram como os seus sistemas funcionam quando analisam os picos repentinos causados por drogas como a cocaína. “Eu uso um Fitbit Charge HR e tem sido fascinante ver o meu batimento cardíaco durante esses momentos”, diz um dos utilizadores do Reddit depois de fazer o upload das imagens do seu smartphone.

 

A princípio, pode parecer uma óptima ideia evitar evitar ataques cardíacos e outros tipos de colapsos causados pelo consumo excessivo de substâncias como a cocaína, mas os médicos já lançaram vários alertas sobre a falsa sensação de segurança que esses dispositivos podem causar. Além de o consumos de qualquer tipo de droga ser prejudicial, sabe-se que os dispositivos não oferecem resultados tão precisos quanto imaginamos. Além disso, empresas como a Fitbit fazem mesmo publicidade enganosa, prometendo uma precisão que não é real.

O Fitbit ou Apple Watch, como já foi mostrado, pode avisar o utilizador de um problema cardíaco ou ajudá-lo a evitar picos muito altos durante as sessões de treino. Mas não, não será útil a salvar ninguém de uma overdose.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link