iRobot está a dar aos seus aspiradores um novo cérebro alimentado por IA

A novidade é uma nova plataforma alimentada por IA conhecida como iRobot Genius Home Intelligence.  O novo sistema é parte de uma grande mudança na forma como a iRobot desenvolve os seus produtos.

A iRobot apresentar o que chama da maior atualização de software para os seus aspiradores de pó desde o início da empresa há 30 anos: uma nova plataforma alimentada por IA conhecida como iRobot Genius Home Intelligence

iRobot Genius

O novo sistema é parte de uma grande mudança na forma como a iRobot desenvolve os seus produtos. À medida que os robôs aspiradores se tornam bens de consumo, disponíveis a preços cada vez mais convidativos, a iRobot deseja subir na cadeia de valor, diferenciando-se de rivais de nível inferior. O que isso significa, é um robô que podemos realmente controlar.

“Imaginem que recebem uma pessoa da limpeza em casa e não pudessem falar com ela”, A mesma coisa acontece com os robôs. ” E muda agora!

 

Autonomia não é sinônimo de inteligência

Os primeiros aspiradores de pó robotizado funcionavam carregando num botão e eles faziam o trabalho, melhor ou pior. Com a IA, porém, os utilizadores podem ser mais específicos sobre o que desejam. “Autonomia não é sinónimo de inteligência”, disse o CEO da iRobot ao AndroidGeek. “Precisamos de colaboração.”

iRobot está a dar aos seus aspiradores um novo cérebro alimentado por IA 1

A iRobotttem dado passos nesse sentido há algum tempo, ao adicionar novos recursos aos seus robôs como um recurso de mapeamento em 2018. Isso permite que os Roombas compatíveis criem um mapa da casa, que os utilizadores podem rotular com nomes específicos e direcionar o robô para limpar quando quiserem.

iRobot está a dar aos seus aspiradores um novo cérebro alimentado por IA 2

A atualização Genius Home Intelligence, que inclui uma reformulação da aplicação iRobot, permitirá uma limpeza ainda mais específica.

Os Roombas compatíveis não apenas mapearão a casa, mas agora usarão visão de máquina e câmaras embutidas para identificar peças específicas de móveis na sua casa, como sofás, mesas e balcões de cozinha. Podem direcionar o Roomba para limpar áreas específicas seja por meio da aplicação ou de um assistente digital ligado como Alexa.

iRobot está a dar aos seus aspiradores um novo cérebro alimentado por IA 3

“Então, logo após uma refeição, é o momento perfeito para dizer 'limpe por baixo da mesa da sala de jantar', porque há migalhasppor todo o lado, mas não precisamos limpar a cozinha inteira”.

Para criar esses algoritmos de visão de máquina, a iRobot recolheu dezenas de milhares de imagens de dentro das casas dos funcionários, para saber como é a aparência dos móveis quando é visto a partir do chão.

Além de "zonas limpas", os Roombas também identificarão "zonas de exclusão". Se o robô ficar preso num emaranhado de cabos por baixo da TV, por exemplo, ele vai sugerir aos utilizadores que marquem isso como uma zona de exclusão para evitar o mesmo problema no futuro. Assim como nas zonas limpas, essas áreas podem ser personalizadas na aplicação.

Podem configurar o Roomba para limpar sempre que sairem de casa

A automação baseada em eventos também será uma opção. Se o utilizador quiser que o Roomba faça uma limpeza rápida ao sair de casa, pode ligar a aplicação a uma smart lock ou outro gadget. Quando sairmos pela porta da frente, ele saberá que deve começar a limpar. Outros  dos novos recursos incluem rotinas de limpeza predefinidas personalizáveis, cronogramas de limpeza recomendados com base no uso dos utilizadores e cronogramas de limpeza sazonais, como aspiração mais frequente quando um animal está na muda do pêlo ou durante a temporada de alergias.

Relacionado:  Novo esquema de cores Realme GT Neo2 BlackMint revelado

iRobot está a dar aos seus aspiradores um novo cérebro alimentado por IA 4

Esses recursos não estarão disponíveis igualmente para todos os Roomba. Apenas são elegíveis aqueles que oferecem suporte a recursos de mapeamento e poderão configurar zonas específicas e sugerir novos cronogramas de limpeza (que inclui o Roomba i7, i7 +, s9 e s9 +, e o Braava jet m6 robomop). Outros recursos, como automação baseada em eventos e rotinas de limpeza favoritas, estarão disponíveis para todos os outros Roombas ligados por Wi-Fi.

A principal motivação para criar essas funções é uma métrica que o iRobot chama de “conclusão da missão”, referindo-se à frequência com que o robô do cliente sai da sua doca, limpa e regressa com sucesso. Às vezes, uma “missão” é abortada por causa de uma falha técnica, mas a empresa diz que o principal motivo da sua interrupção é porque um humano a interrompe.

O objectivo é que que o robot se adapte de tal forma aos hábitos e necessidades do utilizador que a "conclusão da missão" sem sempre bem sucedida.

Um desafio para a empresa ao fornecer mais controlo e personalização é como abordar a privacidade e recolha de dados. Quando os Roombas começaram a mapear casas, houve um breve rumor de que a iRobot poderia vender esses dados. O susto foi causado por uma citação errada, e ficou rapidamente esclarecido, mas mostrou que é uma preocupação dos utilizadores. Os novos recursos de reconhecimento de objetos do Roombas podem causar preocupações semelhantes.A

iRobot diz que não armazena ou partilha imagens capturadas pelo Roomba

A iRobot faz questão de garantir aos clientes que os seus dados são privados. Todas as imagens capturadas pelos aspiradores da iRobot nunca saem do dispositivo e nem são armazenadas por mais do que alguns segundos. Em vez disso, são convertidos em mapas abstratos. A empresa criptografa o software do robô, tornando-o mais difícil de hackear mas mesmo se um hacker invadisse o dispositivo de um cliente, ele não encontraria nada de interesse.

“Se alguém roubar os dados de um aspirador, tudo que saberiam é que o utilizador tem uma sala chamada 'cozinha' e algo nela chamado de 'mesa da cozinha'”, diz ele.

Para os próprios utilizadores, porém, o melhor ainda está por vir. Ele diz que este é apenas o começo da iRobot a desenvolver recursos de IA nos Roombas.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!