iPad de 14.1 polegadas poderá não ter ecrã Mini-Led ProMotion

Há rumores de que a empresa poderia lançar um novo modelo de 14,1 polegadas do iPad Pro, mas agora um novo relatório do conhecido Ross Young afirma que o dispositivo pode não ser um modelo Pro, mas sim um iPad padrão.

A Apple anunciou recentemente os novos computadores portáteis MacBook Air e MacBook Pro alimentados pelo mais recente processador M2 e agora espera-se que o gigante da tecnologia lance nos próximos meses novos modelos de iPad Pro alimentados pelo novo chip Apple Silicon M2.

Há rumores de que a empresa poderia lançar um novo modelo de 14,1 polegadas do iPad Pro, mas agora um novo relatório do conhecido Ross Young afirma que o dispositivo pode não ser um modelo Pro, mas sim um iPad padrão.

iPad de 14.1 polegadas poderá não ter ecrã Mini-Led ProMotion 1

Foi agora confirmado por Ross Young que o próximo iPad de 14,1 polegadas não virá com um ecrã mini LED. Além disso, é também pouco provável que o dispositivo obtenha o ecrã ProMotion, o que significa que não haverá suporte para uma taxa de actualização adaptativa de 120Hz. Este desenvolvimento levou a crer que o próximo tablet poderá não fazer parte da série iPad Pro, dado que os modelos Pro vêm com suporte para ecrãs ProMotion desde 2017.

Também reiterou que o próximo iPad Pro de 11 polegadas não deverá ter retroiluminação Mini-LED, apesar de o modelo de 12,9 polegadas já ter adoptado a tecnologia no ano passado. Espera-se que a empresa atualize tanto o iPad Pro de 11 polegadas como o de 12,9 polegadas com o chip M2 e mais tarde este ano.

iPad de 14.1 polegadas poderá não ter ecrã Mini-Led ProMotion 2

Quanto ao lançamento do iPad de 14,1 polegadas, após os relatórios de oficialização do dispositivo algum tempo depois deste ano, os relatórios afirmam agora que o tablet não será lançado até ao primeiro trimestre de 2023.

A Apple ao não apostar no ecrã ProMotion e Mini-Led, poderá querer dizer que a estratégia poderá ser semelhante à nova linha de iPhone 14. Com o novo iPhone 14 Mini a ser substituído (tudo indica) pelo novo iPhone 14 Max. Que basicamente é um iPhone 14 padrão mas com um maior ecrã. Assim desta forma a Apple poderá ter um iPad padrão mas com um ecrã de 14.1 polegadas.

iPadOS 16 traz uma nova experiência multitarefa

Pode agora cancelar o envio de uma mensagem na aplicação Mail, e pode agora agendar e-mails. Se se esquecer de incluir um anexo ou um destinatário, a aplicação lembrá-lo-á mais tarde, e os e-mails enviados serão colocados na parte superior da sua caixa de entrada para um seguimento rápido. Uma nova experiência de pesquisa melhora os resultados ao corrigir erros tipográficos e ao utilizar sinónimos para frases de pesquisa, bem como ao fornecer uma imagem mais abrangente dos contatos e material partilhado.

iPad de 14.1 polegadas poderá não ter ecrã Mini-Led ProMotion 3

O Safari suporta agora grupos de separadores partilhados, permitindo aos utilizadores trabalharem num conjunto de separadores com os seus pares, ao mesmo tempo que vêm actualizações em tempo real. Pode também iniciar uma discussão dentro do Safari através da partilha de marcadores e não apenas de separadores. Os grupos de separadores têm as suas próprias páginas iniciais, que podem obter uma personalização com uma imagem de fundo, favoritos, e outras partes especiais que todos podem ver e alterar.

Com o iPadOS 16, estará disponível aplicação Weather, e a Siri poderá executar atalhos de aplicações, inserir emoji ao enviar mensagens, e tratar de tipos adicionais de pedidos offline. A aplicação Home tem uma nova aparência e também suporta Matter, um novo padrão de rede doméstica inteligente que permite que os acessórios comuniquem entre si através de plataformas. As notas pessoais podem ser bloqueadas com a sua senha iCloud, e as notas podem corrigir automaticamente a sua caligrafia.

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!