Android Geek
O maior site de Android em Português

Integração de tecnologia Check Point com a Microsoft oferece uma proteção abrangente contra fugas e perdas de informação – Press releases

CHKP), fornecedor global líder em soluções de cibersegurança, anuncia hoje a integração dos dispositivos móveis e a consola de gestão de segurança Check Point R80 com Microsoft Azure Information Protection (AIP), para prevenir perdas nocivas e fugas de informação confidencial corporativa sensível. A integração dos recursos avançados de fiscalização de políticas da Check Point com as características de classificação e proteção dos ficheiros da Microsoft AIP, permite que as empresas mantenham os seus dados e IP seguros independentemente da forma como estes são partilhados.

A equipa de investigação da Check Point Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), fornecedor global líder em soluções de cibersegurança, anuncia hoje a integração dos dispositivos móveis e a consola de gestão de segurança Check Point R80 com Microsoft Azure Information Protection (AIP), para prevenir perdas nocivas e fugas de informação confidencial corporativa sensível.

A integração dos recursos avançados de fiscalização de políticas da Check Point com as características de classificação e proteção dos ficheiros da Microsoft AIP, permite que as empresas mantenham os seus dados e IP seguros independentemente da forma como estes são partilhados. Esta é uma forma de prevenir que os colaboradores das organizações enviem acidentalmente informação sensível sobre o negócio para para fora da rede corporativa través do Microsoft Outlook e Exchange. Esta proteção estende-se também às fugas de informação que muitas vezes acontecem em serviços bastante utilizados como Gmail, Dropbox, FTP e Box.

De acordo com a informação 2019 Verizon Data Breach Investigations, 35% das quase 42 000 falhas de segurança analisadas são fruto de erro humano. No entanto, a integração das soluções de segurança da Check Point e da Microsoft AIP é capaz de conter este tipo de fugas de informação. Esta junção também permite que a segurança das organizações e as equipas de TI localizem e controlem a exposição de informação sensível e adotem medidas corretivas para prevenir a fuga de informação confidencial ou a sua má utilização. Isto oferece aos clientes da Check Point e da Microsoft uma verdadeira compreensão da solução Data Leak Prevention que reforça consistentemente as acções de controlo de dados relevantes, independentemente do local onde é guardada e com quem é partilhada.

“O erro do utilizador é uma das principais causas da fuga de informação, o que pode acabar por expor, penalizar e danificar a reputação das organizações pelas fugas de dados e por quebra de políticas de compliance. As empresas precisam de proteger a sua informação sensível contra as fugas que podem ocorrer acidentalmente, sem comprometer a sua produtividade individual e corporativa”, afirma Rui Duro, Sales Manager da Check Point em Portugal. “A integração da Check Point com a Microsoft AIP oferece uma proteção robusta dos dados corporativos contra as brechas de segurança que possam aparecer tanto no email, como na web e serviços FTP, ao mesmo tempo que oferece às equipas de TI e segurança as ferramentas que estas precisam para localizar a informação sensível na rede e, rapidamente, remediar os incidentes que possam ocorrer”, acrescenta Rui Duro.

Quando os utilizadores criam ou lidam com ficheiros que contêm informação sensível, o Microsoft AIP reconhece a natureza confidencial do ficheiro e solicita que identifique o documento como “Dados Financeiros Confidenciais”. Com esta identificação, nenhum colaborador da instituição pode acidentalmente enviar este tipo de ficheiros para um remetente externo ou localização para fora da rede corporativa, uma vez que qualquer distribuição imprópria será bloqueada, bem como o seu utilizador – isto acontece, fruto da integração com a Check Point. Esta é uma prática que ensina os utilizadores a lidar com informação confidencial, ao mesmo tempo que os ajuda a prevenir incidentes futuros. As etiquetas de confidencialidade do Microsoft AIP também podem ser automaticamente aplicadas aos documentos e ficheiros baseados nas regras e condições definidas pelo administrador de TI, permitindo a deteção baseada em políticas e a proteção de dados sensíveis através das entradas da Check Point e das consolas de gestão R80 SmartConsole.

Uma vez que a integração entre o Microsoft AIP e a Check Point permite a implementação de uma política de controlo de tráfego de dados na rede as equipas de segurança e TI conseguem localizar e controlar a forma como os documentos estão a ser partilhados e tomar medidas de corretivas para prevenir fugas de informação sempre que necessário.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais