iGambling: cinco boas razões para confiar no sucesso do mercado dos jogos online

Num momento em que o mercado de iGambling está mais forte do que nunca, decidimos explorar cinco boas razões que nos levam a acreditar que o setor se possa vir a tornar num dos mais lucrativos da Internet nos próximos cinco anos. Uma ideia que é suportada por extensivos dados estatísticos e múltiplas projeções económicas.

O termo iGambling até pode ser relativamente recente, mas diz respeito a uma realidade que faz parte da nossa sociedade há séculos: a dos jogos de sorte e azar. A novidade é que, ao contrário do que acontecia no passado, já não é preciso sair de casa para depositar uma aposta numa slot, tentar a sorte na roleta, ou participar num torneio de poker. Os jogos de sorte e azar através da Internet são a norma dos tempos modernos, e o iGambling é apenas mais uma das grandes indústrias que têm encontrado cada vez mais espaço no fascinante mundo virtual.
Num momento em que o mercado de iGambling está mais forte do que nunca, decidimos explorar cinco boas razões que nos levam a acreditar que o setor se possa vir a tornar num dos mais lucrativos da Internet nos próximos cinco anos. Uma ideia que é suportada por extensivos dados estatísticos e múltiplas projeções económicas.

iGambling: cinco boas razões para confiar no sucesso do mercado dos jogos online 1

Uma indústria em claro crescimento

O mercado de iGambling ainda não superou o tradicional mercado do jogo territorial em termos nominais. Enquanto que os casinos de todo o mundo continuam a representar uma gigantesca indústria de 516 biliões de dólares, o valor do setor do iGambling está avaliado em apenas 57 biliões de dólares (2019). Mas a tendência económica parece clara: enquanto que o jogo territorial tem sido marcado por uma série de quebras de receitas anuais, o mercado do iGambling encontra-se numa clara fase de crescimento.
De acordo com o serviço de compilação estatística Mordor Intelligence, o setor do iGambling deverá crescer cerca de 11.94% nos próximos cinco anos a nível mundial e 9.20% no contexto do mercado europeu. É por isso um dos mercados com maior potencial da Internet, e o cada vez maior número de jogadores registados tem sido prova disso mesmo: só em Portugal contabilizam-se quase 700 mil utilizadores, na sua maioria jovens entre os 18 e 34 anos.

Um mercado estimulado pela competição

A prevalência dos grandes monopólios digitais (basta pensar na Google ou no Facebook) é, segundo muitos, uma das principais desvantagens da Internet. Quando os mercados são dominados por uma ou duas empresas, quem paga a fatura são os consumidores e os pequenos empresários. Mas no mundo do iGambling, a competição ao estilo capitalista continua a ser uma realidade bem presente.
O mercado mundial é dominado por cerca de cinco grandes marcas multinacionais que competem entre si, mas continua a ter espaço para empresas de menor dimensão. Esta competição saudável pode estar na origem de várias estratégias promocionais agressivas, mas também contribui para estimular serviços cada vez melhores e mais fáceis de usar.
Em Portugal, a 888 é uma das marcas de iGambling que mais espaço tem conquistado no mercado. Com uma aposta incisiva na modernização e conforto dos utilizadores, a empresa disponibilizou recentemente novos jogos de roleta online em Portugal com low stakes, que permitem que os jogadores realizem apostas entre os 0,50€ e os 15,000€.

Relacionado:  Huawei AppGallery Connect lança serviços de servidores para fácil desenvolvimento de aplicações

O crescimento do iGambling nos Estados Unidos

Em 2021, a Europa continua a ser o maior mercado mundial de iGambling. Mas muitos economistas preveem que esta realidade mude nos próximos cinco anos. Afinal, o mercado norte-americano encontra-se numa clara fase de crescimento. Só no estado de Nova Jérsia, o setor dos jogos de sorte online já se encontra avaliado em centenas de milhões de dólares. Estima-se que produza mais de 259 milhões em impostos todos os anos, dando ainda origem a 6,552 postos de trabalho.

As novas tecnologias do setor

Outro argumento a favor do crescimento do iGambling relaciona-se com a postura das grandes marcas em relação e novas tecnologias de vanguarda. De forma algo surpreendente, as maiores empresas do setor têm apostado muito em machine learning e realidade virtual. A ideia passa por desenvolver novas formas de atrair os jogadores, através da criação de ambientes de jogo mais envolventes e da produção de jogos cada vez mais contagiantes. A inteligência artificial também faz parte dos planos das maiores empresas de iGambling do mundo e o seu potencial pode vir a mudar para sempre a maneira como jogamos e apostamos online.

Mais tempo passado em casa

Em 2021, a maior parte dos utilizadores de serviços iGambling ainda utiliza o computador pessoal (em prol do smartphone) para jogar online. E apesar da crescente mobilidade dos serviços de jogo, a realidade é que mais tempo passado em casa continua a representar mais tempo para jogar. Esta foi a conclusão de um estudo realizado por investigadores da Universidade de Lund, na Suécia.
Num momento em que a maior parte da população mundial se encontra confinada em casa, os cientistas de Lund produziram um relatório extensivo em que descreveram o modo como o atual período de excepção socioeconómica pode ter contribuído para o crescimento económico do iGambling. O estudo da Universidade de Lund teve como base uma série de fatores psicológicos que parecem apontar para uma correlação inevitável entre o tempo passado em casa e o tempo passado a jogar.