Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei P50 usará Chipsets Kirin 9000, ecrãs Samsung e LG

Isso significa que a P -series pode ser esperada no prazo normal de lançamento de março / abril (ou ficar perto da data habitual). A Elec informa que a Samsung Display e LG Display estão prontas para fornecer painéis OLED para os novos modelos.

Com os Flagships Mate 40 lançados e já nas mãos dos consumidores, a Huawei está a direcionar a sua atenção para a série P - apesar das sanções dos EUA atrapalhar em a linha de fornecimento, a empresa mantém o objectivo de lançar os telefones P50 no primeiro semestre de 2021. Isso significa que a P -series pode ser esperada no prazo normal de lançamento de março / abril (ou ficar perto da data habitual).

Huawei P50 usará Chipsets Kirin 9000, ecrãs Samsung e LG 1

A Elec informa que a Samsung Display e LG Display estão prontas para fornecer painéis OLED para os novos modelos. A Samsung Display assegurou uma licença para negociar com a Huawei em outubro e parece que a LG também conseguiu.

Os telefones Huawei P50 usarão os novos chipsets Kirin 9000 da HiSilicon. Esse é o curso normal das coisas, novos Chipsets Kirin estreiam com a série Mate e são usados ​​na série P seguinte alguns meses depois. Mas 2020 tem sido tudo menos “normal”.

Relatório: o Huawei P50 usará chips Kirin 9000, monitores Samsung e LG OLED

A Huawei tem em stock vários milhões de Chipsets Kirin 9000 que irá usar nos seus telefones, no entanto não dá para todos e os Flagships da Honor não usarão Kirin.

Relacionado:  Xiaomi Mi 11 tem data de lançamento: Além da imaginação

Quem sabe se a TSMC também consegue garantir uma licença e retomar as remessas de Chipsets para a Huawei.

A Qualcomm e a MediaTek pediram uma licença, portanto a empresa não corria o risco de não ter chipsets para alimentar os seus telefones. Naturalmente, a Huawei e os seus fãs preferiam que a empresa chinesa use o seu próprio Chip Kirin.

No ano passado, a empresa as linhas principais da Huawei (P + Mate) venderam 44 milhões de unidades em 2019, muito próximas das linhas principais da Samsung (S + Note), que chegaram a 45 milhões. Os problemas da empresa este ano permitirão que a Samsung confirme a liderança, mas a corrida pode recomeçar em 2021 se a Huawei conseguir ressuscitar a sua linha de abastecimento, como sugere esta nova informação.

Fonte | Através da

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!