Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei Mate 20 Pro com sensor óptico de impressão digital no ecrã, Qualcomm

A Huawei diminuiu a sua dependência dos chipsets de smartphones da Qualcomm, uma vez que tem vindo a usar os seus próprios chipsets Kirin. Agora novas informações revelam que as duas empresas uniram-se novamente, já que o próximo telefone principal da Huawei, Mate 20 Pro deverá introduzir o scanner ultra sónico de impressões digitais de segunda geração da Qualcomm.

Uma publicação chinesa afirmou que o Huawei Mate 20 pode chegar com um scanner tradicional de impressão digital debaixo do ecrã. O Huawei Mate RS Porsche Design que é o primeiro telefone com tecnologia de impressão digital no ecrã, tem o sensor óptico que é fornecido pela Goodix. Portanto, o Mate 20 deverá apresentar a mesma tecnologia.

Por outro lado, o Mate 20 Pro será um telefone mais avançado, que poderá oferecer resultados confiáveis ​​e precisos pela digitalização ultra sónica de impressões digitais. A outra vantagem desta nova tecnologia da Qualcomm, é que pode ser incorporado sob um vidro mais espesso. Os scanners de impressão digital capacitivos tradicionais só podem funcionar com menos de 200 a 300 mícrons de vidro, mas a tecnologia de digitalização de impressões digitais ultra sónica de segunda geração da Qualcomm, pode funcionar com precisão sob um vidro mais espesso de até 800 mícrons.

Huawei Mate 20 Pro com sensor óptico de impressão digital no ecrã, Qualcomm 1

Quer os dedos estejam molhados ou oleosos, os utilizadores poderão desbloquear instantaneamente um smartphone equipado com este sensor. O relatório afirma que o acordo entre a Qualcomm e a Huawei permite que a empresa seja a única a usar a tecnologia de digitalização de impressões digitais pela firma norte-americana até Fevereiro de 2019. Outros OEMs de smartphones poderão usar esta nova geração de digitalização de impressões digitais da Qualcomm, antes do final do primeiro semestre de 2019.

Um relatório que havia surgido há quatro meses atrás, também afirmava que o novo flagship da Huawei terá o scanner de impressão digital debaixo do ecrã, da Qualcomm. O relatório revelou que, como o módulo de luz estruturado em 3D para digitalização de rosto 3D é caro, a série Mate 20 não o iria trazer. No entanto, o relatório mais recente afirma que a série Mate 20 chegará com suporte para desbloqueio 3D e, por isso, terá um preço mais caro.

Fonte)

Via

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link