Huawei irá regressar ao trono dos smartphones diz o Presidente da Huawei Technologies

Apesar de ser uma das maiores fabricantes de smartphones do mundo há apenas dois anos, a marca desde então caiu das 5 principais listas de fornecedores nos últimos tempos. Além disso, a empresa ainda teve que vender a sua sub marca de smartphones Honor, para manter a marca viva.‎

‎O presidente da Huawei Technologies acaba de afirmar que a empresa pretende retornar ao "trono" dos smartphones, apesar das suas operações de equipamentos estarem prejudicadas pelas sanções dos EUA.‎

Huawei irá regressar ao trono dos smartphones diz o Presidente da Huawei Technologies 1

‎Para quem não sabe, o ex-presidente dos EUA Donald Trump impôs novas sanções à gigante tecnológica chinesa e colocou-a na lista negra de exportação em 2019. Isso proibiu a empresa de usar tecnologias-chave originárias dos EUA, o que afetou a sua capacidade de projetar os seus próprios chips e adquirir componentes da sua cadeia de fornecimentos. O presidente da empresa, Guo Ping, afirmou em um recente Q & A com funcionários:

"Todos sabem que os chips de telefone precisam de tecnologia avançada em um tamanho pequeno e com baixo consumo de energia. A Huawei pode projetá-lo, mas ninguém nos pode ajudar a fazê-los: estamos presos."‎

‎Embora, Guo acredite que esta questão é de possível resolução, acrescenta que:

"A Huawei irá continuar a existir no campo dos smartphones e com avanços contínuos na produção de chips, o trono dos smartphones eventualmente voltará".

Apesar de ser uma das maiores fabricantes de smartphones do mundo há apenas dois anos, a marca desde então caiu das 5 principais listas de fornecedores nos últimos tempos. Além disso, a empresa ainda teve que vender a sua sub marca de smartphones Honor, para manter a marca viva.‎

Huawei irá regressar ao trono dos smartphones diz o Presidente da Huawei Technologies 2

‎A partir de agora, a receita da Huawei caiu 29% no primeiro semestre deste ano, o que marca a sua maior queda. A queda na receita foi especialmente notável nas suas operações de negócios de consumo, como smartphones, que viram uma queda considerável de 47% na receita, caindo para 135,7 bilhões de Yuan (cerca de 21 mil milhões de dólares americanos).‎

O analista Sénior de Investigação EthanQi da Counterpoint Research diz que os fabricantes chineses beneficiaram da proibição americana à  Huawei. Além disso, a pandemia global e a escassez de componentes são duas das principais razões por detrás da queda.

Destaques China Smartphone Market 2Q 2021 :

  • A maior queda nas vendas no segundo trimestre após 2012
  • Os smartphones Vivo são muito procurados no 2T 2021 com uma quota de mercado de 23%.
  • Xiaomi registou a taxa de crescimento YoY mais rápida com 70%.
  • A Apple apresenta uma taxa de aumento de 43% YoY no mercado chinês de smartphones
  • A Huawei conseguiu 32% no segundo trimestre
  • Honor está a mostrar potencial para chegar aos cinco primeiros lugares
  • Pela primeira vez, a Realme enviou mais de 1 milhão de unidades num trimestre

 

Relacionado:  LineageOS 18.1 adiciona suporte para POCO X3 Pro, Galaxy M20 e mais
Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!