Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei fala da proibição dos EUA, e diz que está para ficar

A Huawei emitiu declarações sobre várias questões ao longo da última semana e meia, mas hoje temos declarações oficiais do fundador e CEO da Huawei, Ren Zhengfei, na forma de respostas a perguntas de vários meios de comunicação. Os EUA emitiram uma licença temporária para a Huawei.

A actual Guerra de Comércio dos EUA e da China tem mantido a Huawei em estado de emergência desde que os EUA a colocaram na sua Lista de Entidades em lista negra.

Desde então, o Google foi forçado a retirar a licença da Huawei para o Android (e desde então anulou a decisão por até 90 dias), paralelamente a segunda maior fabricante de smartphones do mundo viu muitos dos seus principais parceiros recuarem por pressão dos EUA.

A Huawei emitiu declarações sobre várias questões ao longo da última semana e meia, mas hoje temos declarações oficiais do fundador e CEO da Huawei, Ren Zhengfei, na forma de respostas a perguntas de vários meios de comunicação.

Huawei logo on the glass against blurred business center. Editorial 3D

Os EUA emitiram uma licença temporária para a Huawei. Em outras palavras, as restrições à Huawei estão suspensas nos próximos 90 dias. Qual a sua opinião sobre esta trégua? O que podem fazer nesses 90 dias? Se os EUA cancelarem as restrições impostas depois de 90 dias, como vê a situação?

Ren Zhengfei: Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para expressar a minha gratidão às empresas americanas com quem trabalhamos. Ao longo desses 30 anos, eles nos ajudaram a crescer e a ser o que somos hoje. Eles fizeram muitas contribuições para a nossa evolução. Também temos recebido apoio de um grande número de fabricantes de componentes e peças dos EUA ao longo de todos esses anos. Em face da recente crise, posso sentir o senso de justiça e simpatia dessas empresas em relação a nós.

Os EUA adicionaram a Huawei à lista de entidadesem lista negra. Ou seja, se uma empresa americana quiser vender algo para a Huawei, precisa ter aprovação do governo dos EUA. Os EUA são um país governado por leis. As empresas americanas devem obedecer às leis e, portanto, à economia real.

Nem sempre devemos culpar as empresas dos EUA. A culpa deve caber a alguns políticos dos EUA. Devemos entender que essas empresas americanas e a Huawei partilham o mesmo destino. Nós somos ambos intervenientes na economia de mercado.

Numa entrevista aos orgãos de comunicação japoneses a 18 de maio que dise que "a Huawei não precisa de Chipsets dos EUA. Não há nenhum problema com a Huawei". Numa carta aos seus funcionários,  mencionou que a Huawei tem bases fortes e fez preparativos. Posso perguntar de onde vêm esses planos e o que fez para se preparar?

Ren Zhengfei: Estamos sempre a precisar de Chipsets dos EUA.  Os nossos parceiros dos EUA estão a cumprir as suas responsabilidades e a solicitar a aprovação de Washington.Se essa aprovação for concedida,  compraremos Chipsets desses fornecedores. Podemos até vender Chipsets a empresas americanas (para ajudar os EUA a fabricar produtos mais avançados).

Acha que o mercado internacional foi interrompido?

Ren Zhengfei: Eu não penso assim. A Europa não seguirá os passos dos EUA, a maioria das empresas dos EUA está A comunicar de perto conosco.

Outros executivos da Huawei afirmaram que a Huawei é capaz de continuar a dar resposta aos seus clientes. A proibição dos EUA afetará os  vossos principais clientes e negócios? Como vão responder?

Ren Zhengfei: O nosso crescimento vai desacelerar, embora não tanto quanto todo mundo imagina. No primeiro trimestre deste ano, a nossa receita cresceu 39% em relação ao mesmo período do ano passado. Essa taxa caiu para 25% em abril e pode continuar a diminuindo até ao final deste ano. Mas a proibição dos EUA não levará a um crescimento negativo ou prejudicará o desenvolvimento da nossa indústria.

Se os EUA cortarem a cadeia de fornecedores, como a indústria será afetada? Há alguns dias, vi que Fang Zhouzi (uma celebridade da Internet) publicou no Twitter "Se o pneu sobressalentes  está bom, por que não usá-lo antes de serem obrigados?" (referindo-se ao desenvolvimento do sistema operativo de backup da Huawei) Qual é a sua opinião sobre isso?

Ren Zhengfei: Se usarmos pneus sobressalentes em todos os nossos produtos, isso significa que estamos à procura de uma chamada "inovação independente". O principal objetivo da inovação independente é tornar-se um interveniente dominante. Nós queremos ter parceiros em todo o mundo. Por essa razão,a sua ideia de usar o pneu sobressalente antes de o actual ser inviável não está nos nossos planos.

 Como a indústria será afetada se os EUA cortarem a cadeia de fornecimento?

Ren Zhengfei: A nossa empresa não vai acabar com uma escassez extrema de oferta. Nós estamos bem preparados. No início deste ano, previ que algo assim ocorreria. Nós tínhamos certeza de que eles agiriam contra nós, qualquer que fosse o resultado. Nós pensámos que teríamos dois anos para fazer os preparativos. Mas quando Meng Wanzhou foi presa, os dados estavam lançados.

Continuaremos a cobrir a situação conforme ela se desenrola.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais