Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei doa 500.000 máscaras ao Japão, anuncia plano de enviar assistência médica à Irlanda

500.000 máscaras para instituições médicas no Japão. De acordo com uma informação da Kyodo News, a empresa já contribuiu com o primeiro lote de 200.

A Huawei Technologies prometeu doar 500.000 máscaras para instituições médicas no Japão. De acordo com uma informação da Kyodo News, a empresa já contribuiu com o primeiro lote de 200.000 máscaras para dois hospitais universitários na província de Aichi, no Japão. Além disso, as máscaras restantes serão doadas a outras regiões do país. Em outras notícias, a empresa também anunciou o envio de equipamentos médicos para a Irlanda, o segundo país europeu a receber suprimentos vindos da Huawei depois da Itália.

A gigante de telecomunicações Huawei não é a única empresa chinesa a doar suprimentos médicos a países estrangeiros. Anteriormente, a Lenovo, Alibaba, Xiaomi, Oppo, e outros contribuíram até agora para o bem maior. Wang Jianfeng, presidente da Huawei Japão, referiu que espera ajudar o povo japonês a ultrapassar estes momentos difíceis. Vale a pena salientar que mesmo o Japão ajudou a China quando o surto de coronavírus começou há dois meses.

Além do Japão, Huawei enviou auxílio humanitário para Itália e já anunciou a doação de 'equipamentos de proteção individual' e 'equipamentos tecnológicos' à Irlanda. David Kenny, vice-presidente executivo da Huawei Ireland, referiu que o COVID-19 não conhece fronteiras ou nacionalidades e que estamos todos nisto juntos. Disse ainda que a Huawei opera os seus negócios na Irlanda há 15 anos e, portanto, fará tudo o que puder para ajudar, como está a fazer em outros países europeus. Ele acrescentou que as doações da empresa ajudarão as pessoas que trabalham na linha de frente, bem como nos departamento de TIC para assegurar as videoconferências.

Com isto dito, o número exacto de unidades e métodos de envio ainda não foram determinados, no entanto, Kenny garante que a empresa tem equipas na China e em Dublin a trabalhar para trazer o equipamento o mais rápido possível.

(Através da, Fonte)

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais