Android Geek
O maior site de Android em Português

Honor TV estará virada para P & D, deixando a guerra de preços de lado

Numa entrevista recente, ele ainda elaborou os seus pensamentos sobre o sector da televisão e do próximo produto da Honor.

A Honor agitou as águas ontem depois de anunciar oficialmente que iria ser lançada a Honor TV. O presidente da Honor George Zhao fez algumas reivindicações bastante ousadas, como a forma que ele quer revolucionar a indústria de TV com a próxima TV inteligente. Numa entrevista recente, ele ainda elaborou os seus pensamentos sobre o sector da televisão e do próximo produto da Honor.

De acordo com George Zhao, a indústria de hardware de TV está em extrema necessidade de pesquisa e desenvolvimento. Ele alega que a televisão já foi o centro de informações para as famílias, mas os smartphones, desde então, eclipsaram a tv, relegando os televisores a propósitos puramente de entretenimento. A razão para isto é supostamente a absoluta falta de inovação que a indústria de TV tem visto, especialmente em comparação com os enormes avanços feitos pelas indústrias de smartphones e computadores. Honor TV estará virada para P & D, deixando a guerra de preços de lado 1

George Zhao também afirma que a Honor TV não vai competir muito em termos de preços. Em vez disso a Honor vai investir bastante no lado da Pesquisa & Desenvolvimento para garantir que possam impulsionar o “futuro da TV”, que segundo ele se chama de Smart Screens. Em vez de enfrentar os concorrentes num mercado já saturado, ele quer expandir o mercado com novas opções inovadoras e avançadas para impulsionar o sector. A Honor também quer evitar concorrência directa ou um conflito com empresas de TV já estabelecidas. George Zhao disse que como a Huawei já havia fornecido Chipsets de TV e processamento de software para o sector de TV, estas ligações ajudaram no desenvolvimento do seu próprio produto. Honor Logotipo Talvez o mais interessante seja como o Presidente da Honor queira que a TV seja o centro de uma casa. Ele afirma que o ecrã inteligente deve tornar-se o centro emocional da família como um centro de entretenimento audiovisual, centro de partilha de informações, centro de gestão de controlo e centro de interacção com vários dispositivos. Também explica que as especificações e os recursos devem reflectir isso mesmo, embora não tenhamos a certeza de quais recursos este equipamento possa apresentar.

Independentemente disso, parece que George Zhao é incrivelmente optimista sobre o futuro da indústria de TV, bem como extremamente confiante no seu próprio produto. Segundo o homem, o sector de TV mal começou a evoluir. Também deixa uma pista interessante no ar, ao afirmar que a Huawei possa juntar-se ao mercado de Smart TV no futuro.

 

Fonte

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais