HarmonyOS 2.0 será melhor do que o EMUI 11 e consome menos energia

0 entrou na fase de teste público, muitos utilizadores que se inscreveram, na China, já viram o seu EMUI 11 personalizado baseado em Android ser migrado para Hongmeng OS 2.

Recentemente, o novo sistema operativo da Huawei Hongmeng 2.0 entrou na fase de teste público, muitos utilizadores que se inscreveram, na China, já viram o seu EMUI 11 personalizado baseado em Android ser migrado para Hongmeng OS 2.0 beta.

Embora parte da experiência funcional do EMUI11 baseado em Android 10 não seja radicalmente diferente no HarmonyOS, parece que há algumas coisas diferentes para melhor.

HarmonyOS 2.0 será melhor do que o EMUI 11 e consome menos energia 1

Quais são as novidades do ponto de vista dos utilizadores, ao atualizar para HarmonyOS?  Recentemente, o famoso Blogger Weibo Digital Chat Station testou o desempenho do HarmonyOS 2.0 no FlagShip dobrável Huawei Mate X2. De acordo com ele, o desempenho do sistema Huawei Mate X2 foi melhorado após a atualização para HarmonyOS 2.0, por exemplo, a suavidade de execução e a qualidade de imagem são melhores do que na EMUI 11, e o consumo de energia também é menor.

 

Desempenho do HarmonyOS 2.0 testado no Huawei Mate X2

Desempenho do HarmonyOS 2.0 testado no Huawei Mate X2

Além disso, no Mate40 Pro a correr o sistema EMUI 11 a suavidade do sistema e a velocidade de abertura e troca da aplicações são iguais no HarmonyOS 2.0.

Relacionado:  Huawei Sound X nome de código Flamingo, será lançado em conjunto com a série Huawei P50

A Huawei já explicou a diferença entre HarmonyOS e outros sistemas operativos para smartphone, e diz que o HarmonyOS não é um substituto para Android ou uma cópia do iOS, o desenvolvimento foi iniciado em maio de 2016 , ou seja a Huawei está a trabalhar neste tema há 5 anos.

Fonte

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!