Android Geek
O maior site de Android em Português

Google com projecto em computação em nuvem para fins militares

A Google abandonou a competição que estava a decorrer por um projeto baseado em computação em nuvem do Pentágono, que poderia valer até 10 biliões de dólares, o projeto Joint Enterprise Defense Infrastructure (JEDI), que envolvia a transferência em massa de dados sensíveis, previamente tratados por empreiteiros no setor da defesa. Seriam agora passados para uma empresa no setor comercial, isto oferece um grande potencial de lucros, o que atraiu a atenção de gigantes, como a Google, Amazon e Microsoft, as licitações devem terminar em menos de uma semana no dia 12 de outubro.

A Google abandonou a competição que estava a decorrer por um projeto baseado em computação em nuvem do Pentágono, que poderia valer até 10 biliões de dólares, o projeto Joint Enterprise Defense Infrastructure (JEDI), que envolvia a transferência em massa de dados sensíveis, previamente tratados por empreiteiros no setor da defesa. Seriam agora passados para uma empresa no setor comercial, isto oferece um grande potencial de lucros, o que atraiu a atenção de gigantes, como a Google, Amazon e Microsoft, as licitações devem terminar em menos de uma semana no dia 12 de outubro.

Google
Uma cadeira vazia reservada para um alto executivo da Alphabet, empresa do Google, em meio a uma audiência em setembro do Comitê de Inteligência do Senado sobre "Operações de Influência Estrangeira e Uso de Plataformas de Mídia Social", que o Alphabet se recusou a enviar a um alto executivo. Foto: Jose Luis Magana (AP)

Google abandona licitações em projeto militar por questões éticas

No entanto, segundo a Bloomberg, eles relatarem que a Google está a pensar em não aceitar o contrato, porque pode violar os seus "princípios de IA". Apenas a alguns meses depois de decidir em não renovar um contrato à parte com o Pentágono baseado em imagens de drones, intitulado Projeto Maven. O anúncio da Google esta segunda-feira acontece poucos meses após a empresa ter decidido em não renovar o seu contrato com um programa de inteligência artificial do Pentágono, após extensos protestos de funcionários da gigante da internet sobre o trabalho com os militares. A empresa lançou o conjunto de “princípios Morais” de forma a deixar claro o tipo de projetos de inteligência artificial que poderão aceitar num futuro.

Não aceitamos propostas sobre como o contrato JEDI porque, não podíamos ter certeza se o mesmo se alinharia com os nossos Princípios da IA

Anunciou um porta-voz da Google num comunicado.

E segundo, determinamos que havia partes do contrato que estavam fora do escopo das certificações atuais do governo.

A decisão de desistirem do Projeto Maven ocorreu depois de milhares de funcionários assinarem uma petição pedindo que a empresa parasse de trabalhar com os militares, o que levou, inclusive a vários funcionários a rescindirem o seu contrato em forma de protesto. O projeto JEDI poderia ter sido usado para apoiar operações de combate, o que iria levantar muitas questões éticas.

Fonte
Através de

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais