Fechar as ultimas aplicações usadas, é ou não bom para o Android?

É frequente fecharmos as ultimas aplicações usadas do nosso dispositivo Android. Mas isso na verdade melhora ou não o desempenho do Sistema Operativo do Robot Verde da Google?

Fechar as ultimas aplicações usadas, é ou não bom para o Android?

É frequente fecharmos as ultimas aplicações usadas do nosso dispositivo Android. Mas isso na verdade melhora ou não o desempenho do Sistema Operativo do Robot Verde da Google?
Segundo Oasis Feng, programador da famosa aplicação Greenify, o encerramento forçado de serviços através de task killers pode ser um engodo.

Os processos gerados por aplicações abertas são armazenados pela memoria RAM. No momento em fechas uma aplicação, alguns dados do serviço então encerrados ficam guardados na cache da memória. Isso acontece para que, quando for aberto novamente, o aplicação possa ser iniciada mais rapidamente.

Assim, tarefas encerradas de modo forçado através do gestor podem forçar o sistema, pois, uma vez apagando a cache, a reinicialização do serviço terá de ser feita do zero: todos os processos vão passar a ocupar outra vez espaço de memória RAM e terão também de ser executados pelo CPU.

Isso significa, na pratica, que “stop and go” usado com frequência aumentam o consumo de energia e podem comprometer o desempenho do dispositivo.

Fechar as ultimas aplicações usadas, é ou não bom para o Android? image

Mas devemos encerrar ou não as aplicações?

Feng alerta que o encerramento de aplicações usados com frequência não gera benefícios práticos aos utilizadores. “O encerramento de tarefas de facto libera bastante memória”, explica o programador. “Mas isso é feito ao custo de mais consumo de bateria e de performance para a nova inicialização das aplicações. Então, se o seu dispositivo tem 2 GB de memória RAM, encerrar processos recentes não garante benefícios práticos”.

É claro que processos gerados por serviços usados de vez em quando devem ser encerrados – calendário, calculadora ou câmara, por exemplo, podem ser fechados para que o CPU e memória RAM sejam desafogados. Contudo, vale ainda a recomendação do especialista: apenas interrompa aplicações que não são executados frequentemente por meio do gestor de tarefas.

FONTE | VIA

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉


Fique atento à nossa página do Facebook e Twitter para obter as notícias em primeira mão.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link

Achou interessante?

Partilhe com os seus amigos