Android Geek
O maior site de Android em Português

Facebook é processado por empresa russa por ter apagado uma conta

A empresa por trás de uma das páginas excluídas do Facebook como parte do seu programa de limpeza de contas falsas, entrou com uma ação contra a rede social. Facebook elimina conta de empresa Russa De acordo com a Reuters , a Agência Federal de Notícias LLC acusou o Facebook de interferir no seu direito à liberdade de expressão em nome do governo e de discriminá-lo devido às suas origens russas.

A empresa por trás de uma das páginas excluídas do Facebook como parte do seu programa de limpeza de contas falsas, entrou com uma ação contra a rede social.

Facebook processado por eliminar conta de empresa Russa

Facebook é processado por empresa russa por ter apagado uma conta 1

De acordo com a Reuters , a Agência Federal de Notícias LLC acusou o Facebook de interferir no seu direito à liberdade de expressão em nome do governo e de discriminá-lo devido às suas origens russas. A página da FAN foi uma das contas que a rede social excluiu em abril, depois que o Departamento do Tesouro dos EUA instituiu sanções à Agência de Pesquisa da Internet da Rússia para semear discórdia durante as eleições presidenciais de 2016. O Facebook provavelmente acreditava que a FAN tem fortes laços com o IRA, já que eles compartilhavam o mesmo prédio de escritórios. Além disso, a FAN também empregou Elena Alekseevna Khusyaynova, às autoridades federais nacionais russas carregada em outubro por se intrometer nas eleições de meio de mandato de 2018. Khusyaynova é supostamente o principal responsável do Projeto Lakhta, uma campanha de influência apoiada pelo Kremlin que alimentou as tensões políticas nos EUA.


A FAN negou que estivesse envolvida com Lakhta e disse que Khusyaynova não tinha poder sobre o conteúdo editorial que publica – ela aparentemente fez a contabilidade diária da empresa. A firma russa descreveu-se na ação como uma “agência de notícias independente, autêntica e legítima, que publica relatórios relevantes e de interesse para o público em geral”. E agora, está a pedir uma indenização e uma injunção para impedir o Facebook de bloquear a sua conta, algo que o ex-promotor federal Renato Mariotti disse que provavelmente não conseguirá. “É seguro dizer que esta ação não vai ser muito bem sucedida.”

 

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
Fonte

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link