Ecrã traseiro do Mi 11 Ultra será mais útil no futuro

A marca apresentou o Mi 11 Lite, o Mi 11 Pro e, além de tudo, o Mi 11 Ultra.

No final de março, a Xiaomi apresentou os novos dispositivos da sua série Mi 11 ao mundo. A marca apresentou o Mi 11 Lite, o Mi 11 Pro e, além de tudo, o Mi 11 Ultra. Como o nome sugere, o Mi 11 Ultra é o rei indiscutível da família FlagShip da empresa. Ele traz o SoC Qualcomm Snapdragon 888, bateria enorme, recursos impressionantes e uma configuração de câmara excelente. No entanto, um dos recursos mais exclusivos e intrigantes desse dispositivo tem a ver com a presença de um minúsculo ecrã de 1,1 polegadas colocado ao lado do módulo da câmara na parte traseira.

Ecrã traseiro do Mi 11 Ultra será mais útil no futuro 1

A Xiaomi inclui este painel para melhorar o uso da câmara traseira. Por exemplo, podem usá-lo como um visor enquanto tiram selfies com a câmara principal. 

De acordo com uma publicação na rede social chinesa Weibo, o display traseiro do Mi 11 Ultra suporta gravação de vídeo e alguns outros recursos da câmara. No entanto, esses recursos estão disponíveis atualmente apenas na versão beta. Presumimos que a Xiaomi está a disponibilizar esta atualização para Beta Testers para que possam verificar se há algum bug durante o uso. Se tudo correr conforme o planeado, a empresa pode lançar uma versão estável nas próximas semanas.

 

O ecrã secundário do Xiaomi Mi 11 Ultra pode ser usado para gravação de vídeo

Por enquanto, os utilizadores podem usar o minúsculo display AMOLED de 1,1 polegadas para ver as chamadas recebidas e notificações. E também podem verificar o status da bateria e, conforme mencionado acima, ter ajuda durante a captura de selfies de alta qualidade. De acordo com o post na rede social chinesa Weibo, o ecrã secundário terá suporte para recursos de gravação de vídeo. Isso será particularmente útil quando gravarem vlogs com a configuração da câmara principal nos smartphones.

Relacionado:  Xiaomi 12 pode surpreender com 3 lentes primárias de 50 megapixels

Além disso, podem no futuro usar modos de gravação de vídeo avançados, como vídeo de lapso de tempo, câmara lenta, modo retrato, modo noturno e etc.

Presumimos que esses recursos chegarão de forma global nas próximas semanas. É ótimo ver que a Xiaomi não se ficou com a implementação inicial do ecrã secundário.

Afinal, é um recurso único, mas sem os recursos para justificar o uso, deixa de fazer sentido.

O Mi 11 Ultra e os seus irmãos estão disponíveis na China, e também chegaram a Portugal recentemente.

O Mi 11 Ultra é um smartphone super premium com ecrã QHD + AMOLED de 6,81 polegadas, taxa de atualização de 120 Hz, Snapdragon 888 SoC e bateria de 5.000 mAh.

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!