Android Geek
O maior site de Android em Português

Chipset da Samsung com a AMD arrasa Qualcomm em benchmark

Na verdade a insatisfação com o facto dos utilizadores do EUA e Asia receberem variantes com Snapdragon e a Europa se ter que contentar com Exynos que foi mesmo iniciada uma petição uma petição pedindo à empresa que pare de vender os seus principais telefones com chipsets Exynos. Esta insatisfação dos utilizadores Europeus teve início após os benchmarks mostrarem que o Snapdragon 865 tem uma vantagem de 20% em relação ao Exynos 990 e a GPU usada no SoC da Qualcomm, o Adreno 650, supera o GPU ARM Mali G77 encontrado no chipset da Samsung.

Os chipsets Exynos da Samsung, têm, historicamente, sido o patinho feio dos seus modelos apresentados na Europa. Na verdade a insatisfação com o facto dos utilizadores do EUA e Asia receberem variantes com Snapdragon e a Europa se ter que contentar com Exynos que foi mesmo iniciada uma petição uma petição pedindo à empresa que pare de vender os seus principais telefones com chipsets Exynos.

Esta insatisfação dos utilizadores Europeus teve início após os benchmarks mostrarem que o Snapdragon 865 tem uma vantagem de 20% em relação ao Exynos 990 e a GPU usada no SoC da Qualcomm, o Adreno 650, supera o GPU ARM Mali G77 encontrado no chipset da Samsung.

As coisas podem agora mudar radicalmente e podemos até ver uma inversão de papéis, graças à colaboração entre o fabricante coreano e a AMD. A colaboração foi anunciada há quase um ano, e o principal objetivo era trazer os gráficos RDNA da AMD para os smartphones da Samsung.

Primeiros Benchmarks Exynos AMD impressionam

Uma pontuação de benchmark revelada na comunidade de tecnologia coreana CLIEN (através da SamMobile) mostra o primeiro resultado dessa parceria.

Aparentemente, os engenheiros usaram o GFXbench para testar uma versão inicial da nova GPU móvel. O Chipset renderizou 181,8 quadros no modo Manhattan 3.1., que é 13% superior ao resultado do Adreno 640 de 123 no mesmo teste. As informações sugerem que o novo Chipset será usado no chipset Exynos 1000, que deve competir com o A14 SoC de última geração da Apple em 2021.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais