Android Geek
O maior site de Android em Português

Baterias de grafeno estão finalmente prontas para smartphones

A empresa americana Real Graphene anuncia que está a preparar-se para comercializar a tecnologia para fabricantes de smartphones. As amostras terão que passar por testes dos pelos fabricantes – cujos nomes não foram divulgados.

As baterias de grafeno podem chegar mais rápido do que o esperado em smartphones. A empresa americana Real Graphene anuncia que está a preparar-se para comercializar a tecnologia para fabricantes de smartphones. As amostras terão que passar por testes dos pelos fabricantes - cujos nomes não foram divulgados.  Mas para verem o estado em que as coisas estão, a Real Graphene já vende uma bateria externa de grafeno.

A tecnologia da Real Graphene é de facto uma evolução da tecnologia actual de baterias de lítio. A tecnologia de íons de lítio é, de facto, baseada na troca reversível de íons de lítio entre um eléctrodo positivo, na maioria das vezes um óxido metálico de transição (dióxido de cobalto ou manganês) e um eléctrodo de grafite negativo.

A abordagem adotada pela Real Graphene é substituir o eléctrodo de grafite por um eléctrodo coberto com uma fina camada de grafeno e modificar a composição do electrólito. O CEO da empresa Samuel Gong, explica que uma célula de 3000mAh com recurso à sua tecnologia carrega de 0 a 100% em 20 minutos, em comparação aos 90 minutos em média com uma bateria de lítio convencional.

Baterias de grafeno: carregamento muito rápido, maior vida útil e segurança

melhores dispositivos para reparar

Esta bateria possui uma longevidade recorde. Pode suportar até 1500 ciclos de carga, contra 300 a 500 das baterias actuais. Com carga igual, essas baterias também geram menos calor que as baterias de lítio. Finalmente, a abordagem escolhida pela Real Graphene tem outra grande vantagem. Os fabricantes de baterias de íon de lítio não precisarão trocar de equipamentos de produção para as fabricar.

O Grafeno continua a ser um material caro e complexo de produzir. Uma folha deste material custa US $ 25 de acordo com o site Digital Trends, um quilo de grafeno pode custar mais de US $ 300.000. É necessário muito pouco material em cada bateria, mas o uso de grafeno deve necessariamente aumentar o preço das baterias em relação à tecnologia actual. O preço do componente pode subir 30%, de acordo com as estimativas.

Por fim, a  Real Graphene tem ambições de produzir baterias para uma grande quantidade de produtos. Inclui smartwatches, smartphones e até carros eléctricos. Segundo Samuel Gong, poderemos ver o primeiro dispositivo com recurso a esse tipo de bateria ainda este ano.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais