Apple deixa mercado Russo

A Apple anunciou que está a retirar-se do mercado russo, alegadamente, como uma posição politíca de condenação pública à Rússia pela invasão injustificada da Ucrânia.. Este é um rude golpe para a economia russa, que já se debate com sanções e uma queda sem precedentes da sua moeda local. A decisão da Apple poderia ter um efeito de dominó em todo o sector tecnológico na Rússia.

A Apple anunciou que está a retirar-se do mercado russo, alegadamente, como uma posição politíca de condenação pública à Rússia pela invasão injustificada da Ucrânia.. Este é um rude golpe para a economia russa, que já se debate com sanções e uma queda sem precedentes da sua moeda local. A decisão da Apple poderia ter um efeito de dominó em todo o sector tecnológico na Rússia.

Apple deixa mercado Russo 1

De acordo com a Reuters, as vendas na loja online foram suspensas devido à invasão russa do país vizinho. A Apple decidiu limitar o funcionamento do Apple Pay na Rússia. Os utilizadores russos terão acesso restrito a outros serviços. Não se especifica que serviços são estes. As exportações de produtos Apple para a Rússia estão limitadas.

Apesar de os produtos Apple serem muito populares na Rússia,a empresa liderada por Tim Cook parece ter colocado a sua posição ética à frente dos lucros potenciais de continuar a comercializar os seus produtos no território Russo.

Jornalistas russos tentaram fazer encomendas de AirPods, iPhone, iPad e MacBook, mas não o conseguiram fazer. O ecrã mostra uma mensagem de que a loja online não estáa funcionar no momento.

O gigante do iPhone disse estar “profundamente preocupado” com a invasão russa e mantém-se com aqueles que “sofrem como resultado da violência”. A Apple Pay e outros serviços, tais como Apple Maps, também foram limitados.

O Google também retirou os editores financiados pelo Estado russo, tais como a RT, das suas características.

Aplicações bancárias móveis em russo, tais como a aplicação do banco russo VTB Bank, poderão em breve não funcionar plenamente nos dispositivos que utilizam o sistema operativo iOS da Apple, de acordo com a agência de notícias RIA.

A Apple disse numa declaração que a empresa tinha descativado tanto o tráfego como os incidentes ao vivo no Apple Maps na Ucrânia como uma “medida de segurança e precaução para os cidadãos ucranianos”

Na semana passada, o Vice Primeiro Ministro ucraniano Mykhailo Fedorov publicou uma carta aberta à Apple no Twitter, na qual pedia à Apple que cortasse a Rússia dos seus produtos, serviços, e App Store.

Até ao momento a Apple não comentou este tema.

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!