Android Geek
O maior site de Android em Português

Android Lollipop possui falha grave de consumo excessivo de memória e Google não admite tal facto

Android Lollipop possui falha grave de consumo excessivo de memória e Google não admite tal facto

 

Enquanto a maioria dos utilizadores ainda está a usar o Android Jellybean ou KitKat, algumas pessoas já estão a desfrutar do novo sabor do Android, principalmente os donos de dispositivos da linha Nexus ou GPE. No entanto, há um preço a pagar para obter este acesso mais cedo à nova versão do sistemabugs. Embora o Android 5.0 tenha passado por uma longa bateria de testes e ainda tenha contado com versão prévia disponibilizada quatro meses antes para os programadores, infelizmente, é normal haverem erros.

Desde o lançamento original do 5.0, a Google publicou pelo menos duas actualizações. A primeira, Android 5.0.1, foi lançada para os Nexus 6, Nexus 9, Nexus 5, Nexus 4 e Nexus 7. A segunda, Android 5.0.2, foi lançado para o Nexus 7 (2012), que não teve a actualização para o 5.0.1.

Como resultado a maioria dos utilizadores do Lollipop está a usar o Android 5.0.1, mas o problema é que esta versão tem um bug. Na verdade, qualquer engenheiro de software irá dizer-lhe que o Android 5.0.1 tem muitos bugs. No entanto, este em particular parece ser muito sério.

De acordo com comentários publicados no Relatório de Falhas do Android (e eu sofro do mesmo mal no meu Nexus 5), os utilizadores do 5.0.1 estão a ficar bastante irritados com o problema de consumo excessivo de memória, e quando o consumo atinge um ponto crítico, de seguida, o Android tenta compensar forçosamente fechando as aplicações para liberar recursos. O que o gestor de recursos do Lollipop não consegue identificar é que grande parte da memória fica “morta” sem utilidade nenhuma para o sistema.

Um consumo excessivo de memória ocorre quando o Android aloca um pedaço da memória do sistema para uma tarefa e, em seguida, não o libera novamente. Isso significa que, ao longo do tempo mais e mais megabytes serão alocados e jamais devolvidos. Mesmo com 2 ou 3GB de RAM, eventualmente, o sistema vai ficar sem memória, e isso não é nada interessante.

A lista de reclamações no Relatório de Erros do Android já é bastante longa, e ainda não sabemos se a Google ou os programadores do sistema já está a trabalhar numa solução. No entanto, parece que a Google ainda não reconheceu esse problema como um bug, e que ele esteja realmente no código-fonte.

O problema é que todos os fabricantes que estiverem a trabalhar nas suas actualizações, actualmente estarão presas a este bug. Enquanto a Google não admitir o problema e lançar uma correção (Android 5.0.3 ? ) continuaremos com um sistema que não consegue usar a memória RAM disponível de forma inteligente.

Por enquanto, a única solução é reiniciar o smartphone quando a memória estiver cheia, pois quanto mais blocos não alocados estiver acumulando, mais lento o seu smartphone ficará e isso é um problema bem irritante que precisa ser corrigido o mais rápido possível.

 

Android Lollipop possui falha grave de consumo excessivo de memória e Google não admite tal facto 1

FONTE

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais