A Wired relata que fontes próximas à GSMA dizem que o órgão estava em negociações com o governo da Catalunha para ajudar a cancelar o evento. A Wired "entende que a GSMA não quer realizar a MWC". A questão é que, se a GSMA cancelar o MWC por conta própria, poderá receber uma fatura de muitos milhões. Se o evento for cancelado por uma emergência de saúde, a GSMA poderá usar o dinheiro do seguro. Este era o plano que estava em aberto.

A GSMA diz que o MWC acontecerá, afinal (Atualizado) 1

MWC 2020 vai mesmo realizar-se com ou sem coronavírus

A última informação que nos chegou após a reunião de hoje indica que o projecto vai avançar conforme planeado e irá mesmo realizar-se a edição MWC 2020 em Barcelona de 24 a 27 de fevereiro". A organização apontou declarações da secretária de Saúde Pública da Catalunha, Joan Guix, que refere que a região não é uma zona de risco: "O sistema de saúde catalão está preparado para detectar e tratar o coronavírus, e para dar a resposta mais apropriada e isso deve ser claro para os participantes do MWC Barcelona ". 

De acordo com o jornal local NIUS, a GSMA decidiu não cancelar a feira, apesar do abandono de muitas empresas (Sony, LG, Nokia, Amazon, Ericsson entre outras). O órgão comunicou essa decisão após a reunião de emergência desta quarta-feira.

Empresas que decidiram cancelar a presença no MWC 2020 por causa do coronavírus

Fonte