Twitter começa a testar Circle para um grupo pequeno de até 150 pessoas

O Twitter está a testar a nova funcionalidade chamada Twitter Circle que aparenta ser semelhante à lista “Close Friends” da Instagram. Esta é uma óptima forma de garantir que as pessoas que deseja que vejam os seus tweets são as únicas que os veem.

Hoje, o Twitter começou a testar os “círculos” Pode pensar no Twitter Circle como o equivalente da lista “Close Friends” no Instagram. Quando Tweetar no seu Círculo, apenas aqueles que adicionou ao seu Círculo serão capazes de ver e responder aos seus Tweets.

O Twitter está a testar a nova funcionalidade chamada Twitter Circle que aparenta ser semelhante à lista “Close Friends” da Instagram. Esta é uma óptima forma de garantir que as pessoas que deseja que vejam os seus tweets são as únicas que os veem. Também torna mais fácil para ver o que todos no seu Círculo estão a fazer.

Actualmente, só se pode ter um Círculo, e o número de pessoas a um Círculo é limitado a 150 utilizadores. Apenas pode ver a lista completa de utilizadores no seu Círculo e os Tweets partilhados a um Círculo não podem ser retrocedidos. Embora o Círculo restrinja quem pode ver certos Tweets, isto não os impede de copiar e partilhar

Finalmente, se for adicionado a um Círculo, não se pode retirar dele. O Twitter recomenda que se emudeçam as conversas de que não desejam fazer parte.

O Twitter está a testar esta funcionalidade com alguns utilizadores a nível mundial. Para ver se faz parte do grupo de teste, deverá ver surgir a opção de criar um Círculo ao compor um Tweet no Android, iOS, ou no Twitter.com. Qualquer pessoa pode fazer parte de um Círculo, mesmo aqueles que não segue. Apenas aqueles que estão no seu Círculo podem ver, responder e ler as respostas ao seu Tweet quando publicado no seu Círculo.

Fonte

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!
Deixe um comentário