Samsung SDI investe $128M para garantir segurança das baterias

No seguimento do anuncio feito pela Samsung sobre as causas de mau funcionamento do Galaxy Note7, a subsidiária Samsung SDI anunciou medidas e planos a implementar no futuro para assegurar que uma recolha sem precedentes como esta não volte a acontecer.

A Samsung SDI vai investir 128 milhões USD$ na expansão de infraestrutura para melhorar a segurança das suas baterias. A companhia já instalou uma sala de emergência na fábrica Cheonan e estabeleceu uma task force para lidar especificamente com segurança de baterias imediatamente após a recolha anunciada em Setembro.

A task force incluí 100 pessoas de três divisões - desenvolvimento, produção e tecnologia; qualidade e verificção.

As medidas de segurança começam no processo de desenvolvimento, onda as precauções de design estão a ser tomadas para impedir a compressão de eléctrodos. Na fase de produção a inspecção por Raios-X em todos os produtos assegura que a hipótese de defeito é de uma em um milhão, anteriormente inatingível por método de amostras. Amostragem é usada na próxima fase, qualidade e verificação de produto acabado, mas o numero de amostras aumentou mil vezes para atingir milhões de células.
Estas medidas parecem estar a funcionar, a julgar pelas declarações da empresa que diz que os fabricantes de smartphones têm aumentado as suas encomendas de baterias de polímero ao ponto de terem atingido os níveis anteriores ao Note7. Os próximos smartphones da Samsung provavelmente usarão as baterias da Samsung SDI.

Relacionado:  Gmail para Android lança design no mais puro estilo Android 12

 

 

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!