Samsung revela visão para o futuro 6G, que inclui hologramas até 2030

A Samsung publicou um documento oficial chamado “A próxima experiência hiperconectada para todos”, onde descreve quais são os principais campos do desenvolvimento e quais são os obstáculos. De acordo com a Samsung, a primeira comercialização de 6G pode ocorrer já em 2028, a comercialização em massa pode ocorrer em 2030, ou seja dentro de dez anos.

As empresas de telecomunicações estão a trabalhar afincadamente para trazer a conectividade 5G para as nossas vidas diárias e, aparentemente, algumas já estão mesmo a trabalhar na futura rede 6G.

A Samsung publicou um documento oficial chamado "A próxima experiência hiperconectada para todos", onde descreve quais são os principais campos do desenvolvimento e quais são os obstáculos.

De acordo com a Samsung, a primeira comercialização de 6G pode ocorrer já em 2028, a comercialização em massa pode ocorrer em 2030, ou seja dentro de dez anos.

Samsung revela visão para o futuro 6G, espera que hologramas estejam disponíveis para as massas em 2030

A empresa coreana afirma que humanos e máquinas usarão 6G o que permitirá uma XR (Realidade Estendida) realmente imersiva com hologramas e réplicas digitais.

Sunghyun Choi, chefe do Centro de Pesquisa em Comunicações Avançadas, afirma que a equipa já lançou a P&D das tecnologias 6G e está comprometida em "liderar a padronização do 6G em colaboração com as partes interessadas nos setores industrial, académico e governamental".

Existem três categorias de requisitos que a Samsung aponta como obstáculos para o futuro do 6G - desempenho, arquitetura e fiabilidade. Para que o 6G funcione sem percalços , deve fornecer uma taxa de dados de pico de 1000 Gbps (50 vezes mais rápido que 5G), com latência menor que 100 microssegundos (um décimo da latência de 5G).

Relacionado:  OPPO Reno6 5G, Reno6 Pro 5G e Reno6 Pro+ 5G Oficialmente apresentados

Samsung revela visão para o futuro 6G, espera que hologramas estejam disponíveis para as massas em 2030

O futuro do 6G também significa incluir a banda de frequência terahertz (THz), novas soluções de antena, tecnologias duplex avançadas, melhor topologia de rede e o uso de IA em comunicações sem fio, as quais precisam ser desenvolvidas do zero.

Claramente, o futuro do 6G ainda está na sua fase teórica, mas ver empresas a trabalhar no assunto significa que já está um passo mais perto.

Fonte

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!