Android Geek
O maior site de Android em Português

Rescaldo: Blast Pro Series em Portugal.

O Altice Arena em Lisboa abriu as suas portas a uma das melhores competições de Counter Strike: Global Ofensive, com algumas das melhores equipas do mundo a jogar entre si, num torneio que tinha como primeiro prémio $125,000, mas que,no total, estavam em jogo mais de  $250,000. Astralis era uma das equipas favoritas e acabaram por ganhar realmente a competição.

O Altice Arena em Lisboa abriu as suas portas a uma das melhores competições de Counter Strike: Global Ofensive, com algumas das melhores equipas do mundo a jogar entre si, num torneio que tinha como primeiro prémio $125,000, mas que,no total, estavam em jogo mais de  $250,000. Astralis era uma das equipas favoritas e acabaram por ganhar realmente a competição.

Rescaldo: Blast Pro Series em Portugal. 1

Toda a produção do evento estava em grande nível. Ao entrar no Altice Arena demos logo de caras com os grandes ecrãs onde toda a magia acontecia, com um espaço dedicado às várias equipas em forma do triângulo com dois níveis. Do outro, um real oceano de gente, que, ao todo, foram totalizavam  6.000 portugueses. Estes criaram um ambiente de tirar a respiração… ficou mais do que provado que os eSports estão a crescer a olhos vistos em Portugal e que, cada vez mais, a legião de fãs dos eSports está em crescimento.

Rescaldo: Blast Pro Series em Portugal. 2

Um sistema de som e luzes à altura do evento e até tínhamos direito a lança-chamas quando a bomba acabava por explodir no mapa. Tudo para criar o ambiente que era preciso para a primeira passagem do Blast Pro Series em Portugal.

Rescaldo: Blast Pro Series em Portugal. 3

Os grandes intervenientes eram as equipas! Aqui tínhamos algumas das equipas que, neste momento, ocupam os lugares cimeiros do CS mundial: Navi, Faze, Mibr, Astralis, Cloud 9 e Nip eram as equipas em jogo, com vários prize money em jogo. Tivemos até direito a um “one on one” entre os Faze e os Cloud 9.

Houve jogos bem intensos, com o público a ir literalmente ao rubro! Aliás, por vezes tal era o barulho que, mesmo com o sistema de som onde poderíamos ouvir tanto o som do jogo como os dois hosts portugueses Ricardo “zorlaK” Sousa e Nuno “Bht-” Silva, mal os conseguimos ouvir! Muita culpa, neste departamento, pertenceu ao Alexandre “Archarom” Maia que, puxou de tal modo pelo público, que até tivemos o prazer de ouvir “A Portuguesa” (o nosso hino nacional), mesmo antes da Final.

Rescaldo: Blast Pro Series em Portugal. 4

Os Mibr, uma das equipas mais acarinhadas pelo público português, ficaram em quarto lugar. Eles até ganharam de forma clara contra um dos finalistas, os Navi, mas acabaram por perder contra os  Cloud 9 e empatar com os Faze. Os Cloud 9 fizeram um bom torneio, mas não  foram à grande final exactamente por terem perdido contra os ucranianos Navi.

Rescaldo: Blast Pro Series em Portugal. 5

A final foi bastante emocionante, sendo necessário até ir ao terceiro mapa. Os Navi começaram fortíssimos, ganhando o Overpass por 16-7. Mostraram, assim, claramente que estavam à altura do desafio! No entanto, depois, em Dust 2 e Cache, os Astralis não deram a mínima hipótese, atropelando os Navi por completo! Está claro que os Astralis levaram a taça para casa, sendo a primeira equipa a conquistar duas Blasts até hoje e cimentando o seu estatudo da melhor equipa de Cs na atualidade.

 

Foi um excelente evento, muito bem organizado e que esperemos que se continue a passar aqui por terras lusas.

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link