Android Geek
O maior site de Android em Português

Redmi precisa aprender muito com a Huawei, diz Lei Weibing

Numa conversa semelhante, Lei Weibing respondeu a uma pergunta acerca do rival mais próximo da Xiaomi, e as dificuldades encontradas pela Xiaomi em competir com a Huawei. Lei Weibing admitiu que a Xiaomi é popularmente conhecida pela sua relação preço / desempenho.

 

Depois de trabalharem dentro da Xiaomi durante anos, a Redmi é agora uma marca independente, e Lei Weibing é nomeado General Manager da empresa. Desde então, ele tem estado bastante activo na rede social chinesa Weibo, deixando teasers de novos produtos e até mesmo respondendo às perguntas dos utilizadores. Numa conversa semelhante, Lei Weibing respondeu a uma pergunta acerca do rival mais próximo da Xiaomi, e as dificuldades encontradas pela Xiaomi em competir com a Huawei.

lei weibing

Lei Weibing admitiu que a Xiaomi é popularmente conhecida pela sua relação preço / desempenho. Além do marketing, a importância igual deve ser dada à P & D e à promoção do produto na direcção certa. Ele salienta que os 32 anos de história enriquecidos da Huawei estão a dificultar o caminho para a Xiaomi, de nove anos de idade. Embora, a Xiaomi esteja deliberadamente a trabalhar, a melhorar e a aprender com a sua principal rival, Huawei.

O General Manager da Xiaomi acredita que a Xiaomi precisa da Huawei, tanto quanto o mundo precisa. Cada empresa atende a diferentes utilizadores com base nos seus valores e produtos. Apesar da diversificação em todo o mundo, as empresas deverão trabalhar sempre para beneficiar o utilizador final.

No geral, é impossível para uma empresa como a Xiaomi atender às necessidades de todos os utilizadores. Devido aos recursos e disponibilidade limitada. Até agora, a Xiaomi tem como principal objectivo um conjunto limitado de utilizadores. A empresa pretende diversificar o seu portefólio de produtos e aprender com a Huawei nos próximos tempos.

A Huawei vendeu mais de 59 milhões de smartphones no primeiro trimestre de 2019, a Xiaomi também avançou em comparação com o quarto trimestre de 2018. No entanto, no número de vendas, a Xiaomi está muito atrás da Huawei.

Além disso, a Redmi deverá lançar o equipamento mais barato com chipset Snapdragon 855 - o Redmi SnapDragon 855. Espera-se que contenha especificações de topo onde se incluem 6 GB de RAM, módulo de câmara tripla e Android 9.0 Pie como destaque.

Fonte

 

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link