Proteja as suas contas bancárias: dicas essenciais para garantir a sua segurança

Proteja as suas contas bancárias contra ameaças cibernéticas. Saiba como identificar e evitar métodos como phishing, skimming, trojans bancários, ataques man-in-the-middle e keyloggers.

Proteja as suas finanças: Um guia completo para proteger as suas contas bancárias contra ameaças cibernéticas

No presente momento, indivíduos mal-intencionados utilizam uma ampla gama de técnicas avançadas para obter acesso não autorizado a dados financeiros, comprometendo assim as finanças das suas vítimas. O nosso objetivo é examinar os cinco principais métodos frequentemente experimentados pelos utilizadores e explorar as medidas mais eficazes para proteger as nossas contas bancárias contra essas ameaças potenciais.

Proteja as suas contas bancárias: dicas essenciais para garantir a sua segurança 1

Phishing/Smishing: A Técnica Deceptiva Prevalente

O phishing é um método que envolve o envio de e-mails enganosos que imitam fontes confiáveis, como o seu banco, fornecedores de serviços públicos, os Correios ou a Autoridade Tributária. O smishing opera de forma semelhante, mas através de mensagens móveis. Em ambos os cenários, essas mensagens contêm links que o direcionam para websites falsificados que se assemelham aos legítimos. Ao entrar nesses sites, será solicitado a inserir as suas informações pessoais e bancárias, entregando-as inadvertidamente aos criminosos.

Para se proteger do phishing, é crucial verificar consistentemente o endereço de e-mail do remetente e o URL incluído no e-mail, garantindo que exibam o domínio oficial e comecem com ‘https://…’. Em geral, é aconselhável não clicar em links ou fazer download de anexos de mensagens não solicitadas.

Skimming e Clonagem de Cartões: Uma Ameaça Financeira

O skimming é um método usado por criminosos cibernéticos, que envolve a instalação de dispositivos físicos em caixas automáticas ou terminais de ponto de venda para recolher ilegalmente dados de cartões bancários de vítimas desprevenidas. Com estas informações adquiridas, os criminosos podem criar clones dos nossos cartões.

Proteja as suas contas bancárias: dicas essenciais para garantir a sua segurança 2

Para se proteger do skimming, é essencial adotar algumas precauções. Sempre que utilizar uma caixa automática ou um terminal de ponto de venda, inspecione cuidadosamente a máquina em busca de dispositivos incomuns ou irregularidades. Além disso, é uma prática prudente proteger o teclado ao inserir o seu PIN para evitar que câmaras ocultas o capturem.

Trojans Bancários: Uma Ameaça de Malware

Os Trojans Bancários fazem parte do reino do software malicioso, criado com a intenção de infiltrar-se no seu computador pessoal ou dispositivo móvel. Eles funcionam fazendo scan a arquivos e extraindo secretamente informações bancárias e financeiras sensíveis. Além disso, certos Trojans Bancários têm a capacidade de registar as teclas que digita (como explicado abaixo no contexto dos keyloggers), fazer capturas de ecrã e redirecionar as suas transações financeiras para contas controladas por criminosos cibernéticos.

Proteja as suas contas bancárias: dicas essenciais para garantir a sua segurança 3

Para se proteger desses Trojans Bancários, é imperativo tomar precauções específicas. Em primeiro lugar, certifique-se de que o seu sistema operativo, navegador da web e software antivírus estejam sempre atualizados, pois isso fortalece as suas defesas contra malware. Além disso, tenha cuidado e evite fazer download de arquivos de fontes desconhecidas ou não confiáveis.

Ataques do Homem do Meio: Uma Intercepção de Comunicação Clandestina

Os ataques do Homem do Meio envolvem uma ampla variedade de estratégias sofisticadas em que criminosos cibernéticos se inserem secretamente entre duas partes envolvidas em uma comunicação, tudo sem o conhecimento das partes envolvidas. Um exemplo é quando eles interceptam e interrompem a interação entre o seu dispositivo e o website do seu banco.

Proteja as suas contas bancárias: dicas essenciais para garantir a sua segurança 4

Em um cenário de Ataque do Homem do Meio, o atacante pode obter dados sensíveis, como as suas credenciais bancárias, ou até mesmo manipular dados de transações para desviar fundos para uma conta sob seu controle. Prevenir ataques do Homem do Meio envolve o uso de conexões seguras, especificamente HTTPS, que criptografam a comunicação entre o seu navegador da web e o site. Esta criptografia dificulta significativamente os esforços dos criminosos cibernéticos para interceptar informações. No entanto, o HTTPS não é infalível, especialmente quando está conectado a um ponto de acesso à Internet inseguro. É aconselhável evitar o uso de redes Wi-Fi públicas para atividades bancárias ou qualquer transação envolvendo dados confidenciais. Se não houver alternativa, considere usar uma Rede Privada Virtual (VPN) para maior segurança.

Vai gostar de saber:  Atualização Elimina Bug do mostrador Digital Neon em Relógios Galaxy Watch

Keyloggers: Espiões Silenciosos de Teclado

Os keyloggers pertencem à categoria de malware que, uma vez infiltrados no seu sistema (geralmente por meio de downloads maliciosos, links de phishing ou a inserção de dispositivos USB infectados), registram silenciosamente cada tecla que pressiona no teclado. As informações capturadas são então transmitidas secretamente para criminosos cibernéticos. Essa técnica insidiosa pode coletar dados confidenciais que variam de senhas a números de conta bancária e PINs.

Proteja as suas contas bancárias: dicas essenciais para garantir a sua segurança 5

Para se proteger contra keyloggers, devem ser observadas as mesmas precauções que com Trojans Bancários. Manter um software antivírus atualizado é fundamental, e é vital evitar o download de arquivos de fontes desconhecidas ou suspeitas. Outra medida de segurança envolve o uso de um teclado virtual para inserir informações altamente sensíveis, pois os keyloggers não podem interceptar dados inseridos através de um teclado no ecrã.

Outros tipos de ataques que os hackers usam para aceder sua conta bancária

Os criminosos cibernéticos empregam várias táticas para obter acesso não autorizado a contas bancárias. Aqui estão alguns outros tipos de ataques que eles usam:

– Pharming: Em um ataque de pharming, os atacantes comprometem o seu dispositivo ou rede para redirecionar o tráfego da web para websites fraudulentos que imitam sites bancários legítimos. Isso pode enganar a inserir as suas credenciais de login e informações pessoais.
– Credential Stuffing: Os criminosos cibernéticos usam nomes de utilizador e senhas previamente roubados para obter acesso não autorizado às suas contas bancárias, explorando o fato de que muitas pessoas reutilizam as mesmas credenciais em vários serviços.
– Engenharia Social: Os atacantes usam técnicas de manipulação psicológica para enganar as pessoas a revelar informações sensíveis. Isso pode incluir se passar por funcionários bancários, amigos ou familiares por e-mail, telefonemas ou redes sociais.
– E-mails Infectados com Malware: Os criminosos cibernéticos enviam e-mails maliciosos contendo anexos ou links que, quando clicados, podem instalar malware no seu dispositivo. Este malware pode capturar as suas credenciais bancárias e outros dados sensíveis.
– Ataques de Força Bruta: Em um ataque de força bruta, os criminosos cibernéticos adivinham repetidamente as suas credenciais de login até encontrarem a combinação correta. Esse método é mais eficaz quando as pessoas usam senhas fracas ou facilmente adivinháveis.
– Skimming de Caixas Automáticos: Os criminosos colocam dispositivos de skimming em caixas automáticos que capturam as informações do cartão quando o insere. Esses dispositivos geralmente estão escondidos e são difíceis de detectar.
– Vishing: Semelhante ao phishing, mas realizado por telefone, o vishing envolve chamadas fraudulentas de atacantes que se fazem passar por organizações legítimas, incluindo bancos, para extrair informações sensíveis.
– Ataques de Cavalo de Troia: Os criminosos cibernéticos disfarçam software malicioso como aplicações legítimos, enganando para instalá-los em seu dispositivo. Uma vez instalados, esses cavalos de Troia podem roubar suas informações bancárias.
– Troca de Cartão SIM: Os atacantes convencem a sua operadora de rede móvel a transferir o seu número de telefone para um novo cartão SIM em posse deles. Isso pode permitir que eles ignorem medidas de autenticação de dois fatores vinculadas ao seu telefone.
– Cross-Site Scripting (XSS): Os criminosos cibernéticos injetam scripts maliciosos em sites legítimos, capturando as suas credenciais de login e outros dados pessoais quando visita esses sites comprometidos.

Para proteger as suas contas bancárias, é crucial permanecer vigilante, usar senhas fortes e únicas, habilitar autenticação de dois fatores, atualizar regularmente o seu software e aplicações e ser cauteloso em relação a comunicações não solicitadas e links ou anexos suspeitos.

Conclusão

Ao adotar medidas de segurança adequadas, como verificar a autenticidade de e-mails e URLs, inspecionar cuidadosamente caixas automáticas e terminais de ponto de venda, manter o software antivírus atualizado e evitar o uso de redes Wi-Fi públicas para transações bancárias, podemos proteger as nossas contas bancárias contra as ameaças cibernéticas mais comuns. No entanto, é importante estar sempre atento às novas técnicas utilizadas pelos criminosos cibernéticos e manter-se informado sobre as melhores práticas de segurança cibernética.

Siga o AndroidGeek para obter todas as notícias sobre tecnologia e mantenha-se atualizado sobre as últimas tendências e ameaças cibernéticas. Juntos, podemos manter as nossas finanças seguras.

Fonte

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!