Android Geek
O maior site de Android em Português

Processadores Intel com grave falha de segurança

Segundo o The Register alguns programadores descobriram uma falha no design dos chips fabricados pela Intel ,da última década. Para impedir que utilizadores mal intencionados possam explorar a vulnerabilidade para atacar os utilizadores, os sistemas operativos Windows e Linux terão de ser atualizados. Contudo, segundo especialistas, as atualizações podem resultar em perda de desempenho de processamento dos processadores.

A falha afeta a memória kernel dos processadores e permite que aplicações descubram conteúdos que deveriam estar protegidos na memória. Dentro dos computadores, o kernel tem completo controlo do sistema operativo e liga as aplicações ao processador, memória e outros componentes.

Segundo o site, a comunidade de desenvolvedores do sistema Linux já está a trabalhar para corrigir a vulnerabilidade. A Microsoft, por sua vez, provavelmente deve disponibilizar uma atualização na próxima terça-feira, dia 9, já que estava a testar algumas correções com os utilizadores beta, no final de 2017. Segundo a publicação, outros sistemas operativos, como o macOS da Apple, também precisarão de atualizações.

Intel
A principal concorrente da Intel, a fabricante de microprocessadores AMD enviou um e-mail aos desenvolvedores da Linux a esclarecer que os seus processadores não estão vulneráveis a esse tipo de ataque. Após divulgação da vulnerabilidade, as ações da Intel afundaram mais de 6%, enquanto a AMD cresceu 7%.

O que diz a Intel?

Entretanto, a Intel, que até agora se tinha remetido ao silêncio, veio finalmente a público dar mais informações e revelar que afinal não é a única afetada.
Numa curta declaração, a fabricante de chips dá a conhecer mais pormenores e como tem estado a trabalhar com as principais empresas ligadas à tecnologia para resolver esta questão. Chegando mesmo a afirmar que não é a única visada no problema, e que tanto a AMD como a ARM também têm problemas semelhantes em alguns dos seus processadores.

Ainda muita tinta vai correr sobre este assunto.
Fiquem atentos.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais