Android Geek
O maior site de Android em Português

Descoberta nova falha de segurança nos processadores Intel

Na passada sexta-feira, a empresa especialista em segurança F-Secure, informou que descobriu uma nova falha de segurança no hardware da Intel, que pode permitir que hackers acedam remotamente aos laptops corporativos.

Eles informaram que a falha nada tem haver com as vulnerabilidades “Spectre” e “Meltdown”, recentemente descobertas nos microchips usados em quase todos os computadores, tablets e smartphones.
Na verdade, o problema está no Intel Active Management Technology (AMT), “que costuma ser encontrado em laptops corporativas e permite a um invasor obter o controlo total sobre o dispositivo de um utilizador em meros segundos”, disse a empresa de cibersegurança.

“A questão afeta potencialmente milhões de laptops no mundo todo”.

A falha é “de uma simplicidade quase chocante, mas o seu potencial destrutivo é inacreditável”, disse o consultor da F-Secure, Harry Sintonen, que descobriu isso. “Na prática, essa falha pode dar a um hacker o controlo total sobre o laptop afetado, apesar das melhores medidas de segurança”.

O invasor necessitaria, em primeiro lugar, de acesso ao aparelho físico. Mas, uma vez que o AMT seja reconfigurado, eles poderiam de facto hackear a máquina e aceder à mesma, remotamente.

“Nenhuma outra medida de segurança – criptografia de disco completo, firewall local, software anti-malware ou VPN – são capazes de evitar a exploração desta questão”.

Um ataque bem sucedido resultaria na perda completa da confidencialidade, integridade e eficácia, disse a F-Secure.

F-Secure

O hacker poderá ler e alterar todos os dados e aplicações que um utilizador pode aceder no seu computador. E eles também poderia instalar vírus na máquina. O especialista da F-Secure disse que organizações necessitam de estabelecer um senha de AMT forte, ou até desativar o AMT completamente, se for possível.

“Nós emitimos orientações sobre as melhores práticas de configuração em 2015 e atualizamos em novembro de 2017 e pedimos insistentemente aos fabricantes de equipamentos para configurar os seus sistemas para maximizar a segurança”, disse um porta-voz da Intel à AFP.

“A Intel não tem maior prioridade que a segurança dos nossos clientes, e continuaremos a atualizar regularmente as nossas orientações aos fabricantes de sistemas para garantir que eles tenham as melhores informações sobre como proteger os seus dados”.

Na semana passada, o presidente-executivo da Intel, Brian Krzanich, afirmou que as falhas encontradas nos processadores para computador fabricados pela sua empresa não foram exploradas por hackers.

Krzanich lembrou que várias empresas já disponibilizaram soluções, caso da Apple, Microsoft e Google. Só que, como o problema é no processador, um componente físico do computador, uma atualização de software apenas contorna a lacuna de segurança, mas não a resolve. Isso só aconteceria com a substituição por um chip novo.

O CEO da Intel reforçou que a Intel está a trabalhar com outros fabricantes de processador para solucionar tanto a Meltdown quanto a Spectre.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link