Android Geek
O maior site de Android em Português

Netflix testa forma de contornar a faturação do iTunes Billing

A Netflix está a testar um novo método de pagamento em 33 países, uma vez que pretende eliminar o iTunes como intermediário.

 A Netflix está a testar um novo método de pagamento em 33 países, uma vez que pretende eliminar o iTunes como intermediário. De modo a terem uma referência, o iTunes recebe 30% de todas as receitas de assinaturas de pessoas que se inscrevem através do processo de faturação do iTunes billing, durante o primeiro ano e depois disso 15%, durante o tempo que tiverem a vossa assinatura subscrita.

Netflix
Netflix pretende cortar com o iTunes Billing como intermediário

Os subscritores que se encontrem espalhados pela Ásia, Europa e América Latina não poderão mais pagar através do iTunes a partir de 30 de setembro. Uma vez que a Netflix já se encontra a testar um novo método de pagamento, a Netflix espera recuperar o corte que paga ao iTunes direcionando os clientes que se inscrevem no seu site para dispositivos móveis antes de serem redirecionados para a aplicação.

Netflix pretende cortar relações com o iTunes

Os clientes atuais podem experimentar um dos dois cenários, ao abrirem a aplicação Netflix num iPhone ou iPad iOS:

  • A opção de se inscreverem no Netflix apenas através do serviço do iTunes como método de pagamento.
  • A opção de fazer login no Netflix, mas não inscrever-se, só depois do utilizador inscrever-se-se através do navegador do smartphone.

Esta decisão foi divulgada pouco depois da Netflix ter divulgado um trimestre financeiro difícil, logo esta decisão de eliminar o intermediário do processo de faturação (iTunes) só irá ter algum impacto no resultado líquido da Netflix no próximo trimestre, mas todos os trocos ajudam, certo?

Relembramos que em meados de 2016 o Spotify entrou em conflito com a Apple, uma vez que a mesma se negava em aprovar uma atualização de aplicação que atraia os assinantes, a usarem o sistema de faturação através do iTunes, por três meses gratuitos de serviço de música por apenas 1 dólar, uma vez que a aplicação explicitamente aliciava aos subscritores, a cancelar a assinatura do iTunes Billing e inscrever-se através do site do Spotify.

Depois dessa guerra entre os dois titãs, o Spotify, seguiu em frente e descobriu a melhor forma de se livrar do sistema do iTunes Billing, no entanto a Netflix terá que avançar com atenção de forma a incentivar que os seus assinantes a mudar do iTunes Billing sem quebrar as regras.

Vamos aguardar para ver como é que este processo se desenrola, fiquem atentos.

 

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉
Através de

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link